Blog

Bolsonaro passou por drenagem após apresentar febre

Publicado em 20/09/2018 às 21h15

A equipe médica que atende o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) constatou febre e uma "pequena coleção de líquido ao lado do intestino" e submeteu o deputado a uma drenagem, segundo boletim do Hospital Albert Einstein emitido nesta quinta-feira.

Após apresentar febre de 37,7°C, foi realizada uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen que evidenciou a presença do líquido. Bolsonaro então foi submetido a uma drenagem "guiada por imagem, sem intercorrências".

Bolsonaro "está com dreno no local e evolui sem dor" segundo o boletim. A nota informa ainda que a dieta líquida por via oral introduzida na quarta-feira está com boa aceitação, associada à alimentação endovenosa. O capitão recebeu alta da UTI após a segunda cirurgia no último domingo e está na unidade de tratamento semi-intensivo.

Afastado da campanha eleitoral desde 6 de setembro, quando foi esfaqueado em Juiz de Fora, Minas Gerais, Bolsonaro tem visitas limitadas por recomendação médica. Apenas pessoas autorizadas pela família podem vê-lo pessoalmente. O candidato não tem previsão de alta.

Fonte : o Globo.

Blog do Magno Martins.

Comentários (0) e Compartilhar

Moody's: novo presidente do Brasil terá desafios nas relações com o Congresso

Publicado em 20/09/2018 às 20h00
Foto: Reprodução / Twitter
Independentemente de quem vença as eleições presidenciais no Brasil, dada a perspectiva política polarizada, o novo presidente enfrentará desafios para estabelecer uma relação de trabalho com o Congresso que o capacite a governar efetivamente, apontou a agência de classificação de risco Moody's.
 
"Nosso cenário base não incorpora a aprovação de uma ampla reforma previdenciária e esperamos que o teto dos gastos seja alterado durante a próxima administração. No entanto, esperamos que uma relação de trabalho com o Congresso leve à aprovação de uma reforma da Previdência, consolidação fiscal e aumento da confiança do investidor", apontou Gersan Zurita, vice-presidente sênior da Moody's.
 
A agência pondera ainda que, no caso de o novo governo não conseguir retomar as reformas, haverá uma dinâmica fiscal adversa, e a volatilidade do mercado financeiro e a diminuição da confiança dos investidores influenciarão a recuperação econômica do Brasil. "Um ciclo de feedback negativo entre as forças fiscais e macroeconômicas levaria a um acúmulo de dívidas mais rápido do que em nossa linha de base", segundo o relatório da Moody's.
 
Em um cenário de continuidade de políticas, a Moody's espera uma recuperação gradual do crescimento do crédito, ativos e lucratividade estáveis. Mas, em um cenário de ruptura política, "os custos do crédito aumentariam, mas a capitalização do banco permaneceria estável, enquanto a indústria de seguros continuaria a desafiar a turbulência política e a estagnação econômica. O crescimento aumentará se a economia continuar se recuperando e o risco político diminuir", acrescentou a agência.
 
Fonte: AE.
Diario de PE.
Comentários (0) e Compartilhar

Alckmin diz que eleição se decide na última semana

Publicado em 20/09/2018 às 19h00

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou que a eleição se decide na última semana e que está “firmíssimo” na disputa pelo Palácio do Planalto. O tucano fez as declarações em entrevista à revista Veja nesta quarta-feira (19).

Segundo Alckmin, as pessoas se “impressionam muito” com os resultados das pesquisas eleitorais. "A eleição é por ondas. Quantos porcento tinha o Haddad há 15 dias? É tudo por ondas. O que vale é a última onda”, declarou o candidato.

Para o peessedebista, a polarização entre Bolsonaro e Haddad não é boa para o país. "Eu sou contra os dois. Não é o caminho. Quem vai perder é o Brasil. É meu dever como candidato pregar isso e acredito que vamos virar isso", acrescentou.

O tucano disse ainda que uma parcela das intenções de voto em Bolsonaro é de eleitores que o consideram o mais apto para derrotar o PT. Na opinião de Alckmin, no segundo turno, ganha quem tiver a menor rejeição. Bolsonaro tem a maior rejeição entre todos os candidatos.

"Tem muitas pessoas bem intencionadas com intenção de voto no Bolsonaro, porque entendem que ele é quem vai poder derrotar o PT. Eu também quero derrotar o PT. As pessoas acham que o Bolsonaro é o caminho pra derrotar. É o contrário. É o passaporte para a volta do PT. Eleição é em dois turnos. No segundo turno ganha quem tiver a menor rejeição. O Bolsonaro perde para todos", completou

Alckmin tem 7% das intenções de voto, de acordo com a pesquisa Ibope divulgada na noite de ontem (18). À frente dele, estão Jair Bolsonaro (PSL), com 28%, Fernando Haddad (PT), com 19%, e Ciro Gomes (PDT), com 11%.

Fonte :Leia Ja.

Comentários (0) e Compartilhar

Faltam 17 dias: votação mobiliza cerca de 2 milhões de mesários no país

Publicado em 20/09/2018 às 18h00
Sistema Convoca-E será utilizado para convocar mesáriosAs Eleições 2018 devem mobilizar cerca de dois milhões de mesários em todo país, sendo que a metade deles se ofereceu para o trabalho de maneira voluntária. O mesário é o representante da Justiça Eleitoral na seção de votação. Cabe a ele receber e identificar os eleitores – seja pela verificação de documentos e coleta de assinaturas ou pela verificação biométrica –, compor as mesas de votos e justificativas, fiscalizar e desempenhar tarefas logísticas e de organização da seção para a qual foi designado.

Para atuar como mesário, o escolhido recebe treinamentos específicos e orientações de técnicos da Justiça Eleitoral, que o prepara para atuar no dia das eleições. A cada eleição, a Justiça Eleitoral convoca eleitores maiores de 18 anos e em situação regular para atuar no dia da votação.

A convocação exclui candidatos e seus parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau, e seu cônjuge; membros de diretórios de partidos políticos, desde que exerçam função executiva; autoridades, agentes policiais e funcionários no desempenho de funções de confiança do Executivo; e funcionários do serviço eleitoral.

O eleitor que atua como mesário, além de contribuir para a realização das eleições, tem direito à dispensa do serviço pelo dobro de dias e ao desempate em concursos da Justiça Eleitoral, quando prevista essa possibilidade no edital.

Programa Mesário Voluntário

Para ampliar a participação de mesários voluntários nas eleições, a Justiça Eleitoral criou o Programa Mesário Voluntário, que incentiva a adesão aos serviços eleitorais de maneira consciente e espontânea. Desde 2004, são desenvolvidas ações para estimular a cooperação do cidadão com a realização das eleições. Os interessados podem buscar mais informações nos sites dos tribunais regionais eleitorais ou com a  Ouvidoria do TSE.

Treinamento

O treinamento de mesários ocorre nas modalidades presencial e a distância. Neste ano, a Justiça Eleitoral preparara cerca de 180 mil mesários por meio de curso a distância. Quem trabalhar na eleição também poderá utilizar o aplicativo Mesário, ferramenta que disponibiliza informações complementares ao treinamento e pode ser obtida gratuitamente nas lojas Google Play e Apple Store. Criado em 2016, o App reúne informações para quem foi convocado ou se voluntariou para atuar nas eleições.

A ferramenta - que está com nova interface neste ano - permite acesso direto a todas as informações de interesse dos mesários de modo rápido e intuitivo, responde a dúvidas que possam surgir e ainda oferece links de acesso para conteúdos on-line e off-line, como manuais e vídeos de treinamento, passo a passo para o dia da eleição e uma série de perguntas e respostas para orientar a atuação do mesário. Pelo App, também são enviadas notificações, avisos e alertas dos TREs. Após as eleições, o mesário tem acesso a um formulário para feedback à Justiça Eleitoral.

Os mesários convocados e voluntários devem ficar atentos à data local do curso preparatório, conforme informado pela Justiça Eleitoral. Para o treinamento a distânciaé necessária a chave de inscrição, fornecida pelo cartório eleitoral. O número de vagas é limitado e compete ao tribunal regional de cada estado distribuí-las. Se o mesário não recebeu a chave de inscrição, é porque não há treinamento a distância disponível.

Instruções para acesso ao curso a distância:

O treinamento a distância é ofertado no Portal de Educação a Distância do TSE e é necessário realizar um cadastro para acessar o curso.

Se você ainda não possui cadastro, clique aqui para criar seu usuário e senha.

Se você já possui cadastro e esqueceu a senha, clique aqui para recuperá-la.

Agora que você já tem os dados de acesso, siga as orientações abaixo para acessar o treinamento para mesários.

1 – Acesse o Portal de Educação a Distância do TSE e faça o login.

2 – Em Catálogo de Cursos > Mesários, busque o TRE do seu Estado e clique em Acesso no curso Treinamento para Mesários – Eleições 2018.

3 – Digite a chave de inscrição e clique no botão Inscreva-me. A chave de inscrição foi informada pelo seu cartório eleitoral no documento da sua convocação.

Mais esclarecimentos sobre o treinamento a distância de mesários podem ser obtidos no site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado, na opção Fale com o TRE.

Se precisar de ajuda para acessar o treinamento a distância, fale com a Ouvidoria do TSE.

Conheça a legislação relacionada ao mesário:

Lei nº 9.504 de 30 de setembro de 1997 – Manifestação individual. Vestuário. Propaganda. Dispensa do serviço pelo dobro dos dias prestados à Justiça Eleitoral.

Resolução-TSE nº 22.747, de 27 de março de 2008 – Dispensa do serviço pelo dobro dos dias prestados à Justiça Eleitoral.

Resolução nº 23.381, de 19 de junho de 2012 – Programa de Acessibilidade da Justiça Eleitoral.

Resolução-TSE nº 23.554, de 18 de dezembro de 2017  – Atos preparatórios para as Eleições 2018.

Resolução-TSE nº 23.555, de 18 de dezembro de 2017 – Calendário Eleitoral.

Resolução-TSE nº 23.551, de 18 de dezembro de 2017 – Propaganda eleitoral.

Portaria 154 de 24 de fevereiro de 2017 – Valor para alimentação de mesários e de colaboradores para as Eleições 2018.

Fonte: TSE.

Comentários (0) e Compartilhar

Conquista: após três anos, Receita libera inscrições para treinamento do ITR

Publicado em 20/09/2018 às 17h15

EsafA Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, após três anos de articulação, estão abertas as inscrições para o treinamento do Imposto Territorial Rural (ITR). A demanda por parte dos gestores locais e profissionais foi levada pelo movimento municipalista ao Executivo diversas vezes, sendo incluída como pauta prioritátia com os órgãos do governo federal. A Escola de Administração Fazendária (Esaf) liberou edital e os interessados poderão se inscrever entre esta quarta-feira, 20 de setembro, e sábado, 29 de setembro.

O curso é obrigatório aos servidores indicados pelo Município conveniado que atendeu aos requisitos da Instrução Normativa (IN) 1640/16 e que teve a republicação do convênio no Diário Oficial da União (confira aqui seu Município). Também têm de participar representantes dos Entes municipais que registraram a intenção em aderir ao convênio e que receberem 100% da arrecadação do tributo.

De acordo com o edital, serão ofertadas 800 vagas pela modalidade online, com uma carga horária de 40 horas, distribuídas em seis módulos e com taxa única no valor de R$ 125,00. A CNM alerta para os procedimentos de pagamento, pois a lista de todos os inscritos será repassada pela Esaf à Receita Federal do Brasil (RFB) para que sejam verificados os dados dos servidores que apresentaram documentação conforme o art. 10, II, IN RFB 1640/2016 e tiveram o convênio republicados.

Após a análise da RFB, o candidato receberá em seu e-mail notificação com deferimento da inscrição e informações para realizar o pagamento, cujo prazo encerra dia 11 de outubro. A CNM lembra ainda que o treinamento do ITR é obrigatório para o Ente municipal que ainda não possui servidor treinado, ou seja, que não possui acesso ao Portal ITR. Apenas por meio desse sistema o Município poderá receber seus estoques de malhas e iniciar as atividades de fiscalização e arrecadação.

Acesse o site da Esaf para realizar sua inscrição

Foto: Esaf

Comentários (0) e Compartilhar

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||