Blog

Saúde realiza palestra sobre Doenças de Veiculação Hídrica

Publicado em 21/02/2019 às 07h15

                          Foto: Victor Patrício/SECOM

A Secretaria de Saúde, em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), realizou nesta terça-feira (19), na Escola Técnica Estadual Governador Eduardo Campos, uma palestra sobre Doenças de Veiculação Hídrica (DVH) e Saneamento Básico, direcionada aos agentes comunitários de saúde e endemias de São Lourenço da Mata.

Na palestra foram apresentados os tipos de doenças, suas formas de transmissão e o tratamento, orientando os profissionais sobre a importância do saneamento básico, visando a prevenção da incidência das DVH nos locais que atuam. Os humanos podem ser acometidos por essas doenças através do consumo de água contaminada, que funciona como veículo para levar o agente infeccioso do hospedeiro original para um hospedeiro acidental, ocasionando uma série de doenças, entre elas: cólera, esquistossomose, hepatite A, amebíase, leptospirose, giardíase, amebíase, febre tifoide e ascaridíase.

Segundo a coordenadora de Políticas de Saúde, Patrícia Sousa, a Secretaria de Saúde realiza palestras eventualmente. “Promovemos esses encontros regularmente, para qualificar nossos profissionais, esclarecer sobre doenças e orientar sobre a abordagem aos moradores do município", explicou.

Fonte : Prefeitura de São Lourenço da Mata.

Comentários (0) e Compartilhar

Presidente do PSL nega que deve deixar partido e não comenta sobre Bebianno

Publicado em 20/02/2019 às 22h00
Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press
O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PE), negou que esteja avaliando deixar o partido ou que tenha sido incentivado a sair da legenda após a última crise envolvendo o Palácio do Planalto e de denúncias sobre supostas candidaturas laranjas pelo PSL em seu Estado. "Não penso em deixar o partido", disse Bivar a jornalistas. 
 
Ele negou também que este tema tenha sido tratado com o presidente Jair Bolsonaro em encontro realizado na manhã desta terça-feira, 19. "Estamos vivendo em um estado de direito onde as instituições partidárias estão funcionando perfeitamente. Acho que o partido está muito bem, está muito unido. Você veja na votação de ontem, a distorção, por incrível que pareça, foi um voto errado meu", disse. "Estamos em mar tranquilo", completou.
 
Na sessão realizada nesta terça, Bivar deu apoio ao pedido de urgência para votar o projeto que derrubou decreto do vice-presidente Hamilton Mourão sobre classificação de documentos ultrassecretos do governo. Além dele, outro parlamentar do PSL - o deputado Coronel Tadeu (SP) - foi contra a orientação do Palácio do Planalto. Mais cedo, o deputado havia se reunido com o próprio Bolsonaro, no Planalto. Saiu do encontro dizendo que teve um "almoço cordial". Bivar disse que se enganou e votou errado. 
 
Há dúvidas sobre a capacidade de Bolsonaro formar uma base no Congresso, principalmente dentro do seu próprio partido, para conseguir os 308 votos necessários para aprovação da reforma da Previdência. 
 
"Eu acredito que o governo vai conseguir (308 votos), porque não é um problema do governo, é um problema do País", disse Bivar. Em relação à divergência interna do PSL sobre a votação de terça ele disse ainda que "são projetos pequenos que não têm nada a ver com a reforma da Previdência". Ele bateu na tecla de que a legenda não está rachada e que há muita unidade na bancada. 
 
Bivar defendeu ainda o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), que é deputado eleito da bancada e também está envolvido em denúncias sobre supostas candidaturas laranjas. "O ministro do Turismo é um cara corretíssimo e o Jair deve muito ao esforço dele", disse. 
 
Em relação ao ex-ministro Gustavo Bebianno, Bivar desconversou e não quis comentar o assunto. "Esse é um assunto do Planalto e um direito de um presidente de nomear ou destituir um ministro. Não cabe ao parlamento discutir esse assunto", disse.
 
Bivar participou da entrega do texto da reforma da Previdência no gabinete do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma pequena explanação sobre o projeto. "Estamos todos imbuídos de atender o Brasil nas reformas necessárias", disse. "Militares estão dentro da reforma, eles vão contribuir também. Acredito que do jeito que está em 90 dias esse projeto já pode estar na pauta para promulgação".
 
Fonte : AE.
Diario de PE.
Comentários (0) e Compartilhar

Atenção: Justiça Eleitoral não envia e-mails sobre cancelamento de títulos

Publicado em 20/02/2019 às 21h00
E-Mail cancelamento de títulos

A Justiça Eleitoral em todo o país começou a divulgar os nomes dos eleitores que poderão ter o título de eleitor cancelado, caso não regularizem a situação. No entanto, é importante ressaltar que tais comunicados não são enviados por e-mail e que os eleitores devem redobrar os cuidados ao receber mensagens sobre esse assunto.

As mensagens falsas começaram a circular contendo comunicados de cancelamento do documento e, em geral, pedem a atualização de dados cadastrais com link de origem duvidosa. Para se certificar de que não há pendências em seu documento, o eleitor deve consultar sua situação na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no cartório eleitoral mais próximo de sua residência.

Tais mensagens utilizam de forma indevida o nome e a imagem do TSE com o objetivo de induzir o eleitor ao engano. De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, “trata-se de uma estratégia criminosa com o objetivo de captura de dados pessoais e danos aos equipamentos daqueles que abrem esse tipo de e-mail”.

O TSE ressalta que não autoriza nenhuma outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus ou qualquer outro software malicioso, o que causa possíveis danos ao computador do usuário.

Apenas alguns Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), mediante prévia e específica autorização do convocado, podem se utilizar desse tipo de correspondência para se comunicar com seus mesários, mas nunca sobre cancelamento de títulos.

Consulte aqui a situação do seu título de eleitor.

Fonte :TRE-PE.
Comentários (0) e Compartilhar

Abreu e Lima pode acender luz amarela para o Governo Paulo Câmara

Publicado em 20/02/2019 às 20h00
Será que o PSB de Paulo Câmara perderá mais um município da Região Metropolitana?

De acordo com informações de bastidores, o prefeito de Abreu e Lima, pastor Marcos José, do PSB, esteve reunido com todo o seu secretariado, externando sua insatisfação com o “esquecimento”, por parte do Governo do Estado, das demandas de Abreu e Lima.

A orelha dos governistas esquentou, com a avaliação de que diversas demandas que não saem do ponto de reuniões de gabinetes e não chegam, efetivamente, nas ruas de Abreu e Lima.

Como exemplo, foram citados os problemas das vias do Distrito Industrial (Av. Assedipi, Rua Sofia e PE-18), do Mercado Público Municipal e o Miniarco Metropolitano da BR-101 e outras demandas.

“Abreu e Lima necessita muito do apoio, efetivo, do Governo do Estado e não vem tendo a atenção que merece, até pelo fato do pastor Marcos José ser do PSB”, afirma um aliado do socialista local.

Fonte : Blog de Jamildo.

Comentários (0) e Compartilhar

Aroldi recebe deputados das frentes parlamentares dos Municípios e do Pacto Federativo

Publicado em 20/02/2019 às 19h15

Ag CNMDebater as pautas comuns aos Municípios que devem começar a tramitar nesta nova legislatura do Congresso Nacional foi o objetivo da reunião na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na manhã desta quarta-feira, 20 de fevereiro. O presidente da entidade, Glademir Aroldi, recebeu os deputados Herculano Passos (MDB-SP); Silvio Costa Filho (PRB-PE); e Eduardo Bismark (PDT-CE) para dialogar sobre as prioridades do movimento municipalista.

Os parlamentares são nomes importantes dentro de duas novas frentes que serão acompanhadas de perto pela CNM: a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Municípios e a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Pacto Federativo. As duas provavelmente serão as responsáveis por defender e apoiar os principais projetos que podem trazer a tão necessária autonomia municipal.

Na reunião, Aroldi destacou a importância das duas frentes. “É um momento importante e histórico para o Brasil. Nós temos um novo governo pensando no fortalecimento da gestão local. Então essas duas frentes têm essa missão de fazer a defesa dos Municípios brasileiros e também a regulamentação efetiva de um pacto federativo justo”, defendeu o líder do movimento municipalista.

Além disso, o presidente e os parlamentares dialogaram sobre as próximas agendas entre prefeitos e deputados para a construção de uma pauta comum. A expectativa tanto do movimento municipalista quanto do Congresso é que até a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios – que neste ano acontece de 8 a 11 de abril – alguns pontos já tenham avançado. Os parlamentares aproveitaram para confirmar presença na Marcha.

Por: Mabilia Souza
Foto: Mabilia Souza

Comentários (0) e Compartilhar

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||