Blog

Enfermeiras do município recebem capacitação

Publicado em 15/11/2017 às 15h15

A fim de garantir uma melhor qualidade na Atenção Básica, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu, nesta terça-feira (14), na Escola Municipal Apolônio Sales, em Chã da Tábua, uma capacitação com as enfermeiras que compõem o Sistema Municipal de Saúde. O encontro, que reuniu cerca de 35 profissionais e a presença dos secretários Fábio Júnior (Governo) e Polyanna Ribeiro (Saúde), contou com uma série de palestras sobre os serviços realizados nos postos de saúde.

Para a secretária de Saúde, Polyanna Ribeiro, os atendimentos estão passando por melhorias. “Temos uma equipe multidisciplinar preparada e qualificada. Mas, para garantirmos um melhor atendimento estamos promovendo estas capacitações, que são de suma importância para manter o foco na prestação dos serviços na área da saúde pública”, afirmou Polyanna.

Segundo a diretora de Saúde, Wyllyane Andrade, o encontro serviu para instruir toda equipe no que diz respeito aos procedimentos realizados nas unidades básicas. “A população merece o melhor atendimento prestado, e o primeiro passo, para uma saúde de qualidade, é a capacitação de todos profissionais. Por isso, abordamos temas, como, tuberculose, vacinação e prevenções, entre outros”, enfatizou a diretora.

Fonte :Prefeitura de São Lourenço da Mata.

Comentários (0) e Compartilhar

Raquel Dodge denuncia Eduardo Paes por crime eleitoral

Publicado em 15/11/2017 às 14h15
Foto: Paula Johas/ PCRJFoto: Paula Johas/ PCRJ
Foto: Paula Johas/ PCRJFoto: Paula Johas/ PCRJ

Estadão Conteúdo 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou nesta terça-feira (14), ao Supremo Tribunal Federal (STF), denúncia contra o deputado federal Pedro Paulo (PMDB/RJ) e o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB/RJ), por crime eleitoral. Os dois foram flagrados fazendo carreata na capital do Estado, no dia da eleição municipal.

As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral da República. Segundo a PGR, o parlamentar e o ex-prefeito percorreram as zonas norte e oeste da capital carioca na manhã do dia da votação.

“Os denunciados eram penalmente capazes à época dos fatos, tinham consciência da ilicitude e deles se exigia conduta diversa. Estão caracterizadas a autoria e a materialidade do crime”, anotou a procuradora-geral Raquel Dodge.

A Procuradoria relata que a carreata foi fotografada por várias pessoas e divulgada em matérias jornalísticas. Nos registros, a dupla aparece em um carro aberto, acenando para eleitores, que seguram bandeiras com o nome e o número por meio do qual Pedro Paulo concorria às eleições.

Na denúncia apresentada, a procuradora-geral da República também requer que o parlamentar – na época candidato a prefeito – e o ex-prefeito do Rio forneçam certidões de antecedentes criminais estadual e federal, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal. Pede ainda que sejam ouvidas duas testemunhas: o promotor de Justiça do Rio de Janeiro Francisco Franklin Passos Gouvêa e o repórter que fotografou a carreata Marcelo Carnaval.

Na ação, a PGR apresentou proposta de transação penal aos envolvidos. A possibilidade está prevista na Lei 9.099/1995 para crimes cuja punição seja de, no máximo, dois anos de reclusão e que não tenham sido cometidos de forma violenta ou com grave ameaça. O instrumento permite que o acusado cumpra medida alternativa deixando de responder ao processo.

No caso dos políticos cariocas a conduta praticada é considerada de baixo potencial ofensivo, com pena que varia de seis meses a um ano de detenção, podendo ser substituída por prestação de serviços comunitários e multa. A Pedro Paulo, foi sugerido o pagamento de cinco salários mínimos por mês durante um ano, e a Eduardo Paes, quatro salários mínimos por mês, pelo mesmo período. O valor será uma instituição de assistência social cadastrada pelo STF. Em caso de recusa, a denúncia prosseguirá normalmente.

A reportagem tentou contato com Paes e Pedro Paulo, mas ainda não obteve retorno.

Fonte :Blog de Jamildo.

Comentários (0) e Compartilhar

Cerca de 1,5 milhão de estudantes irão fazer as provas do Encceja no próximo domingo (19) em 564 Municípios

Publicado em 15/11/2017 às 13h15

Mais de 1,5 milhões de estudantes que não concluíram os estudos na idade correta irão prestar no próximo domingo, 19 de novembro, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017. A avaliação é necessária para obter o certificado ou a declaração de proficiência. O Encceja abrange 564 Municípios distribuídos em todos os estados do País.

Para isso, o participante deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento. O exame aborda conhecimentos de disciplinas como língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e educação física, para candidatos do ensino fundamental; e linguagens e códigos e suas tecnologias, para ensino médio, é preciso obter, também, a proficiência em redação.

As provas serão realizadas em dois turnos. No matutino, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45. Os exames – ciências naturais, história e geografia, para ensino fundamental; e ciências da natureza e suas tecnologias; e ciências humanas e suas tecnologias, para ensino médio – terão início às 9h e serão encerrados às 13h.

No turno da tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15. As provas começam às 15h30 e vão até as 20h30. Para candidatos do ensino fundamental, os exames desse turno são de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, matemática e redação. Já os candidatos do ensino médio farão provas de linguagens e códigos e suas tecnologias; redação; e matemática e suas tecnologias. O horário a ser seguido é o oficial de Brasília.

Os locais de prova do Encceja 2017 já foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais  (Inep). Os candidatos podem ter acesso à informação por meio do site http://enccejanacional.inep.gov.br/encceja/#!/loginParticipante.

Fonte :Agência CNM, com informações do Ministério da Educação.

Comentários (0) e Compartilhar

Segundo o “Vox Populi”, 85% dos brasileiros são contrários à reforma previdenciária

Publicado em 15/11/2017 às 12h15

Levantamento feito pelo Instituto Vox Populi, por encomenda da CUT, constatou que 85% dos brasileiros são contra a reforma previdenciária tal qual foi remetida ao Congresso pelo presidente Michel Temer.

A pesquisa revela também que 71% dos brasileiros acreditam que não vão conseguir se aposentar pelas novas regras, que exigem idade mínima de 65 anos para os homens e de 62 para as mulhares.

“Este levantamento mostra como o governo Temer e sua base aliada andam em descompasso com o que defende o povo brasileiro. Ninguém quer esta reforma, que praticamente aniquila o direito do trabalhador brasileiro de se aposentar. Mas o governo Temer ainda segue insistindo nesta pauta”, disse o senador Humberto Costa (PT).

De acordo ainda com o levantamento, o Nordeste é a segunda região do país que mais rejeita a proposta. Cerca de 85% dizem ser contra as mudanças na aposentadoria. A região só perde para o Sudeste, onde 91% dos entrevistados responderam que são contrários à reforma.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 31 de outubro com 2 mil questionários, em 118 municípios, e sua margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte :Blog de Inaldo Sampaio.

Comentários (0) e Compartilhar

PMDB, PSD e DEM disputam Ministério das Cidades

Publicado em 15/11/2017 às 11h15
Fernando da Hora/LeiaJáImagens/Arquivo
O comando de Cidades era cobiçado antes mesmo da saída de Bruno Araújo (foto)
Fernando da Hora/LeiaJáImagens/Arquivo
 

Outros três partidos da base aliada entraram na disputa com o PP pelo comando do Ministério das Cidades, após a saída do tucano Bruno Araújo (PSDB-PE) nesta segunda-feira, 13. Políticos do PMDB, PSD e DEM começaram a se articular para indicar um nome ligado às suas respectivas legendas. Apesar de estar em 11º lugar no ranking de orçamento da Esplanada (R$ 10,1 bilhões), a pasta comanda programas com impacto direto nas bases eleitorais, como construção de moradias, redes de esgoto e transporte urbano.

O cargo de ministro das Cidades ficou vago após Araújo pedir demissão, alegando não possuir mais apoio interno no PSDB para permanecer no cargo. Visando às eleições do próximo ano, o partido já anunciou que deve desembarcar oficialmente do governo Michel Temer em breve. A sigla ainda comanda Relações Exteriores, Secretaria de Governo e Direitos Humanos.

O comando de Cidades era cobiçado antes mesmo da saída de Araújo. Com a demissão, porém, a pressão aumentou. Vice-líder do PMDB na Câmara, o deputado Carlos Marun (MS) já colocou seu nome para a vaga. Ele ressaltou que tem experiência na área, por ter sido secretário estadual de Habitação. Na bancada do PSD, parlamentares defendem o nome do ministro Gilberto Kassab, hoje na Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, para o cargo.

Partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), o DEM também pleiteia o comando da pasta. "É uma disputa natural e legítima, por ser um ministério que gera uma pauta positiva nos Estados", disse o líder do partido na Câmara, Efraim Filho (PB). Ele ressalta que o partido tem expertise na área, pois comanda secretarias estaduais de Habitação em São Paulo e no Paraná.

A avaliação nos demais partidos da base aliada é de que, se Temer der o comando de Cidades para o PP, o partido ficará super-representado. Dona da quarta maior bancada da Câmara, com 45 deputados, a sigla já comanda atualmente o ministério da Saúde, que tem um dos maiores orçamentos do governo, da Agricultura e a Caixa Econômica Federal, banco responsável pelo financiamento na área de habitação.

O PP trabalha hoje com dois nomes técnicos para indicar para Cidades. O preferido é o de Gilberto Occhi, atual presidente da Caixa e que já comandou a Pasta entre março de 2014 e abril de 2016, durante o segundo governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). O outro nome é o do economista Carlos Vieira, que já foi secretário-executivo de Cidades e do ministério da Integração Nacional.

Fonte :Estadão.  

Leia Ja.

Comentários (0) e Compartilhar

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||login news fwB tsN fwR tsY c05|normalcase fwR c15 fsI|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|b01 normalcase bsd c05|content-inner||