A polêmica escolha de Sergio Moro para o ministério da Justiça

Publicado em 02/11/2018 às 12h00

O presidente eleito Jair Bolsonaro oficializou o convite ao juiz Sergio Moro para assumir o ministério da Justiça, antes havia a especulação de que o responsável pela operação Lava-Jato em Curitiba ficasse no cargo que ocupa até 2020 para ser indicado ao Supremo Tribunal Federal, porém ontem Moro esteve no Rio de Janeiro para uma reunião com o presidente e ambos bateram o martelo para que o juiz ocupe o ministério da Justiça e Segurança Pública, que será um superministério com atribuições mais robustas no sentido de combater crimes de corrupção e o crime organizado.

A escolha recebeu elogios de eleitores de Jair Bolsonaro e até mesmo de quem não declarou voto nele, como o ministro Luiz Fux, o ex-presidente Fernando Henrique e o ministro da Segurança Pública Raul Jungmann, porém vieram do PT as maiores críticas ao nome de Moro por ter sido o juiz o responsável pela investigação e prisão do ex-presidente Lula.

Para os petistas, Moro interferiu no processo eleitoral ao decretar a prisão do ex-presidente, então líder nas pesquisas, e sua nomeação foi uma recompensa pelo trabalho realizado que acabou beneficiando Jair Bolsonaro. Essa posição é passível de questionamento, o próprio presidente Bolsonaro afirmou que se o PT estava criticando era sinal que ele estava no caminho certo.

A verdade é que a nomeação de Sergio Moro é eivada de simbolismos, e o presidente Bolsonaro mandou um recado para a população que a operação Lava-Jato passa a ser uma política pública de governo e não um ato isolado de um juiz de primeira instância. Se as propostas que estão sendo apresentadas forem implementadas, estaremos dando passos importantes no sentido de moralizar a nossa república e consequentemente evitar que o dinheiro público seja desperdiçado pelo ralo da corrupção.

Por outro lado, Bolsonaro contrariou uma máxima de que você não pode contratar quem não pode demitir. O presidente ao dar carta branca a Sergio Moro só terá a saída de nomeá-lo para o Supremo Tribunal Federal se porventura houver qualquer tipo de desentendimento entre ambos, uma vez que demissão do futuro ministro seria uma hecatombe para o governo que se iniciará em janeiro.

Daniel Coelho – Com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de não fundir os ministérios de Agricultura e Meio Ambiente, após muita reclamação dos dois setores, cresce a expectativa de que Daniel Coelho possa ser alçado ao posto de ministro do Meio Ambiente. Se tornar realidade, Zeca Cavalcanti assumirá o mandato na Câmara dos Deputados.

Reconduzido – O presidente da Câmara Municipal do Recife, vereador Eduardo Marques (PSB), foi reeleito para o biênio 2019/2020. Nas eleições deste ano, o vereador apoiou Guilherme Uchoa Junior (PSC) e lhe garantiu 4.186 votos na capital pernambucana, contribuindo para que o deputado fosse eleito como o terceiro mais votado de Pernambuco.

Vice-presidente – Por falar em Guilherme Uchoa Júnior, ele está sendo bastante cotado para assumir a primeira vice-presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Coincidentemente foi o primeiro cargo ocupado pelo ex-presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, quando assumiu o primeiro mandato de deputado estadual em 1995.

Primeiro-secretário – O vereador Romerinho Jatobá foi oficializado como primeiro-secretário na eleição da mesa diretora da Câmara Municipal do Recife. Ele substituirá o deputado estadual eleito Marco Aurélio, que ocupou o posto no primeiro biênio. Na vaga de Marco, que irá para a Assembleia Legislativa de Pernambuco, assumirá Samuel Salazar.

João Campos – O deputado federal João Campos está se movimentando no sentido de ser candidato a presidente da Câmara dos Deputados. Mas não é o homônimo pernambucano, mais votado do estado e filho do ex-governador Eduardo Campos. O postulante à presidência da Câmara Federal já é deputado federal por Goiás, foi reeleito, e teria a simpatia do presidente Jair Bolsonaro por ser delegado e pastor, sendo integrante de duas importantes bancadas na Câmara, a da bala e da Bíblia.

RÁPIDAS

Sucesso – Durante o período eleitoral atingimos recorde de acessos. Somente na campanha chegamos a 2 milhões de pageviews confirmando a marca de ser um dos blogs mais acessados de Pernambuco. Agradeço a todos vocês que nos acompanham diariamente neste espaço, que segue buscando se aperfeiçoar para levar informação de qualidade em primeira mão para os nossos fiéis leitores.

Descanso – Após vários meses ininterruptos de muito trabalho durante a campanha eleitoral, findada no último dia 28, decidimos por um descanso, aproveitando o feriado de finados. Portanto, excepcionalmente não teremos a coluna do sábado. Voltaremos ao batente na próxima segunda-feira. Bom feriado a todos!

Inocente quer saber – O governador Paulo Câmara realizará alterações na sua equipe de imprensa?

Fonte : Blog Edmar Lyra.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||