Adversário de FBC, Júlio Lóssio vai se licenciar do PMDB

Publicado em 08/09/2017 às 08h00

Júlio Lóssio critica decisões do PMDB nacional / Foto: Igo Bione/Acervo JC Imagem
Júlio Lóssio critica decisões do PMDB nacional

Foto: Igo Bione/Acervo JC Imagem

Marcela Balbino

Não só os caciques do PMDB em Pernambuco ficaram exasperados com as movimentações do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) ao ingressar na legenda. A filiação do ex-socialista aconteceu nessa quarta (6), em Brasília, com a presença das principais lideranças da sigla do País, e causou mal-estar no reduto pernambucano. Em Petrolina, o ex-prefeito Júlio Lóssio (PMDB) é adversário histórico dos Coelhos e afirmou que está de licença do partido.

Lóssio se elegeu duas vezes prefeito e derrotou os Coelhos. Com o ingresso de FBC, Lóssio vive uma espécie de limbo partidário. Semelhante aos deputados estaduais do partido, o ex-prefeito de Petrolina afirma que a maior liderança do PMDB de Pernambuco é o deputado Jarbas Vasconcelos e Raul Henry.

“Doutor Osvaldo Coelho (ex-deputado) era torcedor do Santa Cruz e quando FBC assumiu a presidência do Santa Cruz ele disse: estou de licença do Santa Cruz. Eu estou como Osvaldo e diria: estou licenciado do Partido”, afirmou o ex-prefeito.

A crítica de Lóssio se estende às decisões do PMDB nacional. Desde o episódio de destituição da Presidente Dilma que considero anti democrático já não me sinto mais integrante do PMDB.

Em meio ao desgaste com o partido, surgiram especulações que Lóssio poderia engrossar as fileiras petistas. O ex-prefeito mira uma disputa para a Câmara dos Deputados.

FBC MIRA DISPUTA EM 2018

O senador Fernando Bezerra Coelho filiou-se ao PMDB na terça-feira (6), na sede do partido, em Brasília. Ele afirmou que a Executiva nacional quer que o PMDB pernambucano tenha candidato próprio em 2018, desembarcando da Frente Popular.

No Twitter, o presidente da sigla, o senador Romero Jucá (PMDB), disse que o próprio FBC seria candidato a governador. A direção estadual do PMDB emitiu uma nota garantindo apoio ao governador Paulo Câmara (PSB) e criticando Fernando; sinal de que o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) pretende resistir à entrada de FBC.

"A proposta que foi apoiada pelo PMDB nacional que é colocar o PMDB para liderar uma frente politica que possa permitir o
PMDB disputar cargos majoritários ao governo de pernambuco, ao senado da república nas eleições no ano de 2018", disse Fernando Bezerra.
 
Entre os presentes no ato de filiação estavam os ministros Fernando Filho (PSB), de Minas e energia e Bruno Araújo (PSDB),
das Cidades, Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil, Moreira Franco, da secretaria-Geral da Presidência, o presidente do
Senado, Eunício Oliveira (PMDB), os senadores Armando Monteiro (PTB) e Edison Lobão (PMDB) e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).
 

Fonte :JC.

Enviar comentário

voltar para Blog

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||login news fwB tsN fwR tsY c05|normalcase fwR c15 fsI|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|b01 normalcase bsd c05|content-inner||