Antônio Moraes critica criação de “chapinha” em Pernambuco

Publicado em 27/02/2018 às 12h00

“Pessoas que não têm afinidade política ou ideológica, reunidas apenas para se eleger”. Foi assim que o deputado Antônio Moraes (PSDB) definiu, nesta segunda (26), a criação de uma chapa em Pernambuco com parte das legendas da coligação Frente Popular, que disputaria de maneira independente as eleições proporcionais deste ano.

A “chapinha”, como vem sendo chamada, está em discussão há algum tempo no Estado. “Tem pra tudo: representante de Jair Bolsonaro e político do PCdoB”, exemplificou o deputado, que fez um paralelo entre a possível chapa e o sistema “distritão”, rejeitado na reforma Política discutida pelo Congresso Nacional em 2017.

O tucano lembrou que, na época, a principal crítica feita ao “distritão” – onde são eleitos deputados os candidatos mais votados, independentemente do partido e da coligação – é que ele dificultaria o voto ideológico. No entanto, na visão do parlamentar, esta crítica foi desprezada agora pela “chapinha”, formada por legendas com programas muito distintos. “Onde está o problema ideológico agora? Vimos um discurso no Congresso e, na prática, observamos algo completamente diferente”, disse ele.

Fonte :Blog de Inaldo Sampaio

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||