Armando volta jogando duro

Publicado em 15/08/2019 às 08h00

O ex-senador e ex-ministro Armando Monteiro Neto (PTB) fez, acertadamente, um mergulho providencial e necessário depois que perdeu, pela segunda vez, a eleição para governador. Com história no campo da esquerda, aliado de Lula em eleições marcantes, foi aconselhado, ao longo da campanha, a se aliar a Bolsonaro para tirar proveito do voo de brigadeiro do então candidato favorito e com isso por abaixo a hegemonia do PSB.

Corriam pesquisas que se ele se identificasse com Bolsonaro comeria o cartão de Paulo Câmara. Resistiu, no entanto, a todo tipo de pressão, porque não tem viés oportunista nem ia trair à memória do pai, o ex-ministro Armando Filho. Passado a quarentena, Armando volta ao batente.

E ontem, ao romper o silêncio no Frente a Frente, sinalizou que fará uma oposição aguerrida e responsável ao governador, a quem carimbou de populista e demagógico por abrir uma frente contra a reforma da Previdência. Já era tempo da oposição ter uma voz.

Troco em 2020 – O deputado Gonzaga Patriota (PSB) vai dar o troco aos que com ele não foram corretos na eleição passada: o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), e o ex-prefeito de Salgueiro, Marcones Sá (PSB). Ambos aliados fiéis em pleitos passados, em 2018 trocaram o apoio a Patriota por João Campos. Em Afogados, Patriota vai apoiar o ex-prefeito Totonho Valadares.

Curto e grosso – Já em Salgueiro, Patriota pode até apoiar Marcones, mas avisa que só bate o martelo se for ouvido e atendido. Do contrário, lança a candidatura de Maria da Paz, a Paizinha, sua sobrinha vereadora, que goza de popularidade na cidade. Patriota admite até apoiar a reeleição do prefeito Clebel Cordeiro (MDB), a quem se aliou na eleição de 2016.

Pré-candidatos – Na corrida pela Prefeitura do Recife, os partidos de oposição vinculados à aliança que se formou em torno de Armando em 2018 já têm três pré-candidatos: Silvio Costa Filho (PRB), Daniel Coelho (Cidadania) e Mendonça Filho (DEM). E pode pintar André Ferreira (PSC).

Novo partido – O deputado Felipe Carreras tem discutido em Brasília, com lideranças da expressão de Tábata Amaral (SP), ameaçada de expulsão no PDT, a possibilidade da criação de um novo partido, que já teria de imediato o ingresso de 10 deputados, nove do PSB e uma do PDT (Tábata).

Vai bem – A prefeita interina de Camaragibe, Nadegi Queiroz, está, aos poucos, colocando em ordem a casa devastada que recebeu do prefeito afastado Demóstenes Meira (PTB). Deve receber, nos próximos dias, o resultado da auditoria que encomendou para saber o tamanho do rombo.

CIDADANIA – A Câmara de Olinda me deu a honra e alegria da cidadania da Marim dos Caetés, berço da República. A autoria da proposição foi do vereador Vlademir Labanca (PTC), de DNA dos Labanca de São Lourenço da Mata. Aprovada por unanimidade, será entregue em setembro.

Perguntar não ofende: Quantos votos João Campos tirou de deputados aliados da bancada federal do PSB?

Fonte : Blog do Magno Martins.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||