Bolsonaro nega demissão de ministro da Educação

Publicado em 28/03/2019 às 17h00

Agência Brasil                         Agência BrasilAgência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) negou, através de publicação no Twitter, que tenha demitido o ministro da Educação, Ricardo Vélez. A informação havia sido divulgada pela jornalista Eliane Catanhêde, na noite dessa quarta-feira (27). A notícia da demissão surgiu no mesmo dia em que o titular do MEC esteve em uma sabatina na Câmara dos Deputados e foi duramente criticado. 

“Sofro fake news diárias como esse caso da ‘demissão’ do Ministro Velez. A mídia cria narrativas de que NÃO GOVERNO, SOU ATRAPALHADO [sic], etc”, escreveu no microblog o presidente. Ao completar o comentário, Bolsonaro fez outra crítica direta à imprensa, pontuando que a população “sabe quem quer nos desgastar para se criar uma ação definitiva contra meu mandato no futuro”.

O ministro também usou a rede social para negar a demissão e alfinetar a imprensa. “O jornalismo brasileiro se põe raivoso por estar, pela primeira vez, sem poder barganhar às custas de trocas de favores. Meu compromisso é com os brasileiros e seus representantes. Os veículos que busquem outras fontes de financiamento”, observou Ricardo Vélez.

Vélez tem sido alvo de críticas de parlamentares que integram a bancada de oposição no Congresso. Para endossar os argumentos, senadores e deputados têm apontado observações como a paralisação das atividades do MEC e as constantes demissões, além dos recuos em medidas polêmicas. O deputado Danilo Cabral (PSB-PE) chegou, inclusive, a aconselhar Vélez, nessa quarta, para que ele deixasse o cargo

Fonte :Leia já.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||