Ciro diz que Tabata Amaral deveria pedir para sair do PDT

Publicado em 13/07/2019 às 19h00
Chico Peixoto/LeiaJá Imagens/Arquivo
Foram 8 votos de deputados do PDT a favor da reforma
Chico Peixoto/LeiaJá Imagens/Arquivo
 

O voto da deputada federal Tabata Amaral (PDT) a favor da reforma de Previdência ainda está dando o que falar. Nesta sexta-feira (13), em um evento do PDT, em Belo Horizonte, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, voltou a defender que Tabata e os outros sete deputados que votaram pela reforma deixem o PDT. Isso porque eles não votaram de acordo com a recomendação do partido, que fechou questão contra a reforma da Previdência. 

Antes desse episódio, Ciro sempre defendeu Tabata Amaral, pessoa que ele diz ter recrutado na favela para integrar o seu partido. No entanto, mesmo o ex-governador tendo ligado para a deputada para que ela não votasse a favor da reforma, o pedido não surtiu efeito e agora Ciro diz que o episódio lhe "doeu muito". 

De acordo com o Yahoo!, o pedetista disse que era preciso não isolá-la porque "ela estava no erro com outros sete deputados". Na próxima quarta-feira (17), a executiva do PDT deve se reunir em Brasília para analisar as medidas que serão tomadas contra os deputados que não seguiram a orientação do partido.

Se Tabata pedir para sair, assim como os outros deputados, pode perder o mandato, a não ser que a justificativa se enquadre nos critérios definidos pela Justiça Eleitoral como justa causa - que seria: incorporação ou fusão do partido, criação de novo partido, mudança substancial ou desvio do programa partidário e discriminação pessoal. 

Fonte :Leia Ja.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||