Com Alckmin, ainda que aliados só tenham olhos para Lula

Publicado em 05/09/2018 às 15h00
Geraldo Alckmin
Geraldo AlckminFoto: Everisto Sá_AFP

Num cenário onde o ex-presidente Lula atinge 60% de intenções de voto e possui vários palanques defendendo sua candidatura à Presidência da República - independente de ele apoiar o PSB em Pernambuco - alguns nomes seguem firmes no apoio à candidatura de Geraldo Alckmin, do PSDB. Um deles é o deputado federal Jarbas Vasconcelos. A despeito da proximidade com o PT, provocada pela arrumação do palanque da Frente Popular, no qual se encontra, o emedebista, à coluna, reafirma: "Voto em Alckmin". E emenda: "Eu tenho falado muito com Samuel Moreira, que é ponta de lança dele. Sempre estou em contato com Samuel". O deputado ao qual Jarbas se refere é ex-secretário da Casa Civil da gestão Alckmin e articulador do presidenciável tucano. Em recente entrevista à Rádio Folha FM 96,7, o deputado federal Mendonça Filho fez a seguinte avaliação: "Eu considero o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, um homem de bem, um homem sério, foi governador quatro vezes. Ninguém consegue ser governador quatro vezes de um estado feito São Paulo, que é maior, por exemplo, do que a Argentina, se porventura não for bom e não for competente, qualificado, sério e honesto. Eu considero ele um político honrado". Mendonça, então, pondera: "Tudo bem. Ele tem pouco carisma. Essa é uma realidade. Não é um cara arrebatador, que gere paixões do ponto de vista político, mas como não quero ele para ser ator de novela...quero ele para governar o Brasil". Mendonça completara: "Respeito Armando (Monteiro), que tem a opção dele e já declarou claramente". O candidato do PTB ao Governo do Estado, embora tenha o PSDB na sua coligação, tem repisado ter compromisso com Lula, o que não significa que vota também em Fernando Haddad. Mendonça está no palanque de Armando e Jarbas no de Paulo Câmara. Tanto Armando, quanto Paulo defendem Lula.

O mais provável
Ao comunicar, em suas redes sociais, que não mais concorrerá à Câmara Federal, o deputado estadual Eriberto Medeiros reforça tese que circulou em seu partido desde que ele ele começou a ter nome ventilado para concorrer à Presidência da Assembleia Legislativa: a de que seria improvável a pessoa ser eleita presidente da Alepe e não concorrer à reeleição.

No script > Correligionários de Eriberto já sugeriam, lá atrás, que ele poderia desistir de concorrer a federal, o que chegou a gerar ciumeira de colegas da Casa que votariam nele para comandar a Mesa, mas não queriam concorrência na corrida pela Alepe. Eriberto figurou como mais isento na disputa pela presidência da Casa, porque nutria planos de concorrer à Câmara Federal

Sinal... > Ao visitar Pernambuco no último fim de semana, quando trouxe carta de Lula defendendo a candidatura de Paulo Câmara, o ex-prefeito Fernando Haddad não encontrou-se com Marília Arraes. Pessoas próximas a ele relatam que ele não estaria vendo com bons olhos as críticas de Marília à Educação da gestão Paulo Câmara.
 
...amarelo > Haddad também foi ministro da Educação e, sendo essa uma área na qual atua, os disparos da candidata a deputada federal teriam chamado a atenção.
 
Concursado > Pedro, filho do ex-governador Eduardo Campos, foi aprovado no concurso de engenheiro civil da Compesa, em segundo lugar. Ele registrou a conquista na rede social. O irmão, João, já ingressou na política e concorre à vaga na Câmara Federal
 
Centenário > Os 100 anos de fundação do Clube de Engenharia de Pernambuco serão homenageados em reunião solene, hoje, às 18h, na Assembleia Legislativa. O clube deverá ser representado pelo seu presidente, Alexandre Santos.

 

Fonte: Folha de PE

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||