Disputa expõe racha dentro do PSB

Publicado em 05/01/2019 às 14h00

Caso não haja intervenção do Palácio, a disputa pela 1ª vice-presidência da ALEPE tem tudo para se transformar em um episódio digno de muita disputa.

Reservado ao PSB, o posto é alvo de desejo dos deputados Aglailson Victor e Simone Santana. No entanto, na última semana mais um nome do partido surgiu com interesse na vaga. Diogo Moraes.

Atual 1º secretário da Mesa Diretora, Diogo Moraes já revelou a alguns parlamentares o seu desejo de permanecer na Mesa, no entanto, impossibilitado pelo Regimento Interno da Casa de concorrer à primeira-secretaria,  cuja a disputa se dar entre os colegas de partido Clodoaldo Magalhães e Isaltino Nascimento, o deputado agora mira na 1ª vice-presidência.

Apesar de Diogo possui excelente trânsito entre os deputados veteranos, a sua ausência na Casa tem dificultado na construção de sua candidatura entre os novatos, que vez ou outra são vistos visitando a ALEPE e são abordados por Simone Santana e Aglailson Victor.

Amparados em um “acordo” que diz que aquele(a) que obtiver mais assinaturas de deputados do partido será o escolhido para representar a sigla na Mesa, há a expectativa de que não haja um bate chapa, no entanto, ao que se sabe, parece que os candidatos não estariam dispostos a respeitar tal acordo, prova disto é que todos já estão à todo vapor na busca do voto de deputados dos outros partidos.

Para se ter ideia de como anda a disputa, dois ex-deputados entraram no circuito na busca por votos. Aglailson Júnior e Carlos Santana. O primeiro é pai de Aglailson Victor, já o segundo é esposo de Simone Santana. O que antes se resumia a encontros com deputados na ALEPE, já partiu para conversas ao pé do ouvido em restaurantes e até na busca do voto em reuniões na casa dos deputados.

O que se desenha, caso o Palácio não interfira e nem Simone e Aglailson cheguem a um acordo, é uma disputa que, embora resulte em um vitorioso entre os dois, terá como desfecho uma derrota dentro do próprio PSB, o que não é nada bom para o partido.

Um mal acordo vale mais que uma boa briga?

Trauma – No ano de 2015 o então deputado Lula Cabral (PSB), que tinha a garantia de apoio do Palácio, bateu chapa com Diogo Moraes (PSB), que foi de encontro a orientação do partido e disputou a primeira-secretaria. No final Diogo saiu vitorioso por 32 votos a 15. Lula colocou na conta do Palácio a derrota e ficou um bom tempo com a relação estremecida com o governador.

Acordo – No final do ano de 2008 o então deputado Aglailson Júnior recuou da decisão de enfrentar João Fernando Coutinho, também do PSB, na disputa pela 1ª secretaria para assumi a terceira-secretaria. O acordo só foi possível porque André Campos, na época PT, abriu mão da vaga para presidir a Comissão de Constituição, Legislação e Justiça.

Articulação – O empenho do presidente da Alepe, Eriberto Medeiros, deve render bons frutos ao município de Cumaru, onde sua esposa Mariana Medeiros é prefeita. Além de destinar mais de R$ 600 mil em emendas para o município para este ano de 2019, Eriberto conseguiu ainda mais de R$ 1,4 milhão junto a outros deputados. Os recursos estão carimbados para a realização de obras de infraestrutura no município.

Araripina 1 – Em entrevista a uma rádio, o prefeiro de Araripina, Raimundo Pimentel, aproveitou a ocasião para comemorar o fato de ter finalizado o ano de 2018 com o salário de todo funcionalismo público em dia e aproveitou para alfinetar o seu antecessor, Alexandre Arraes, de quem diz ter herdado o município em uma situação de “caos, bagunça e desorganização”.
 

Araripina 2 – Apesar das contas em dia, o prefeito Raimundo Pimentel não tem muito o que comemorar em relação a 2018, uma vez que sofreu uma baixa eleitoral ao não conseguir reeleger a deputada estadual Socorro Pimentel, sua esposa. Por sua vez, o ex-prefeito Alexandre Arraes, seu principal opositor, emplacou a reeleição da deputada Roberta Arraes, sua esposa, na ALEPE. Para 2020 a expectativa é de que Raimundo Pimentel e Alexandre Arraes se enfrentem nas urnas.

Liderança 1 – A frente de uma gestão entre as melhores avaliadas da Região Metropolitana do Recife, o prefeito de Igarassu, Mário Ricardo (PTB,imagem), caminha fortalecido para emplacar o sucessor em 2020. O êxito da gestão do petebista tem atravessado os limites do município, fazendo dele uma forte liderança do Litoral Norte.
 

Liderança 2 – Na Região Metropolitana outro prefeito que tem se destacado é Bruno Pereira, de São Lourenço da Mata. Apesar de jovem, Bruno tem mostrado traquejo com a máquina pública não só mantendo as contas em dia, mas também transformando o município em um verdadeiro canteiros de obras. Caso permaneça neste ritmo, não terá adversários que ameacem a sua reeleição no próximo ano.

Mata Sul – O recém-eleito deputado estadual Clóvis Paiva (PP), já faz planos 2020 visando ampliar a sua base na Mata Sul. Em conversa com este blogueiro, Clóvis afirmou que participará ativamente das eleições municipais em ao menos três municípios da região. São eles: Ribeirão, Gameleira e Palmares. Nos dois primeiros o futuro deputado foi majoritário nas eleições de outubro.
 

Insatisfeito– Não são apenas os sinais hostis do governador Paulo Câmara em relação ao presidente Bolsonaro, de quem o deputado federal pastor Eurico é amigo pessoal e aliado, que tem deixado o presidente estadual do Patriotas insatisfeito. A falta de espaço para o seu partido no primeiro escalão do Governo Estadual tem levado o parlamentar a repensar o apoio à Frente Popular. Não será novidade alguma se em um futuro próximo Eurico levar o Patriotas a compor com um novo bloco para enfrentar o PSB na eleição pela Prefeitura do Recife.

Excelente opção – Fruto de um investimento ousado do advogado Sílvio Rodrigues, o Fiordes Bistrô, na rua da Aurora, é um restaurante de alta gastronomia que virou o ponto de encontro da classe política e jurídica pernambucana.

Cobrança – O suplente de vereador do Recife, Igor Alves (PRP), cobra do prefeito Geraldo Júlio, a quem apoiou em 2015, ações voltadas para o bairro do Totó e à comunidade do Alto da Bela Vista, no Coqueiral. Construção de uma Academia das Cidades para a região e a recuperação do Centro Social Bido Krause estão entre as reivindicações.

Escrito por Wellington Ribeiro

Fonte: Blog Ponto de Vista.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||