Eleitor do Futuro de Pernambuco ganha nova dimensão

Publicado em 04/08/2018 às 14h00
Eleitor do Futuro de Pernambuco ganha nova dimensão

Principal ferramenta da Justiça Eleitoral para conscientizar adolescentes e jovens sobre a importância da participação política, o Eleitor do Futuro amplia suas fronteiras. Pela primeira vez, o Programa do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) foi realizado numa unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), órgão responsável pelo atendimento de adolescentes sob medida socioeducativa de restrição e/ou privação de liberdade. Aconteceu no último dia 31, na Casa de Semiliberdade (Casem) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

O Programa Eleitor do Futuro é coordenado pela Escola Judiciária Eleitoral (EJE). Através de atividades lúdicas e artísticas (teatro, música, poesia, dança etc), a EJE estimula os alunos a participarem de apresentações que, no final das contas, mostram que toda e qualquer transformação social e política passa, necessariamente, pela participação ativa dos próprios alunos. Uma participação ativa no dia a dia da escola, da comunidade, da cidade, enfim, do meio em que vivem.

Durante os eventos, os jovens e adolescentes também ouvem histórias de superação. Pessoas comuns contam as dificuldades que tiveram ao longo da vida e mostram como conseguiram vencer. Inspiradores, os relatos sempre provocam muitas reações de admiração e curiosidade nos jovens e adolescentes.

Com a realização do Programa numa unidade da Funase, as iniciativas do TRE-PE no sentido da inclusão e conscientização política ganham uma nova dimensão. Muito mais ampla, solidária e socialmente responsável. “Observo como fundamental o olhar do Programa Eleitor do Futuro ter chegado na Funase para poder contribuir com os trabalhos socioeducativos realizados, desta feita com um viés nitidamente eleitoral e na defesa da importância do primeiro voto como transformador da realidade dos jovens eleitores”, diz o desembargador eleitoral substituto Delmiro Campos, diretor da EJE.

Em abril passado, quando o cadastro eleitoral ainda estava aberto, a Justiça Eleitoral promoveu a emissão de títulos eleitorais para adolescentes e jovens internados nas unidades da Funase em Pernambuco. O saldo desta aproximação entre as duas instituições é altamente positivo: quase 400 jovens internados poderão exercer o direito ao voto. A aproximação das iniciativas da Justiça Eleitoral às instituições relacionadas à defesa de crianças, jovens e adolescentes vem sendo uma marca da gestão do atual presidente do TRE-PE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo.

Multiplicando experiências

Com tantas inovações, o Programa Eleitor do Futuro em Pernambuco virou uma referência nacional. E os servidores que o promovem estão sendo cada vez mais demandados para contar como conseguiram transformar o Eleitor do Futuro pernambucano em algo tão marcante.

Nesta semana, o coordenador da EJE, Eduardo Japiassú, estará em Manaus, participando de evento promovido pelo TRE do Amazonas. Com formação teatral, Eduardo é o grande idealizador do atual viés artístico e cultural do Eleitor do Futuro pernambucano. Em Manaus, ele contará sua experiência e mostrará a relação entre o Programa e o voto consciente.

Já o servidor Jeovane Ramos, coordenador do Programa Eleitor do Futuro/Político do Futuro, palestrará sobre Cidadania e Democracia no Brasil. Será no próximo dia 15, às 18h30, no auditório-sede da Asces-Unita. As inscrições são gratuitas.

Como se vê, o Eleitor do Futuro do TRE-PE cresce, amplia seu raio de ação e já consegue multiplicar suas sementes.

Fonte:TRE-PE.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||