Empresas de ônibus querem aumentar passagens para R$ 3,55

Publicado em 09/01/2018 às 12h30
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Foto: Guga Matos/JC Imagem

Os estudos que serão apresentados na reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) marcada para a próxima sexta-feira (12) foram divulgados nesta segunda-feira (8) no site do Grande Recife Consórcio de Transporte. Entre eles está o pedido do sindicato que representa as empresas de ônibus, pedindo que o anel A, usado na maior parte das linhas, aumente de R$ 3,20 para R$ 3,55.

Na proposta das empresas, o anel B passaria de R$ 4,40 para R$ 4,90. O anel D sairia de R$ 3,45 para R$ 3,85 e o G de R$ 2,10 para R$ 2,35.

“O sistema do transporte público por ônibus tem sofrido acentuada queda de demanda, registrando apenas no ano de 2017 redução de 10,86% no total de passageiros pagantes em comparação ao ano anterior, ao tempo em que foi verificado aumento nos custos do setor”, argumentam os empresários. “Tal cenário ainda é agravado pelas deficiências do sistema viário da nossa região, pela insuficiência de corredores e faixas exclusivas para o transporte coletivo e pelo grave problema de fraudes cometidas no uso do serviço”, dizem ainda.

A Frente de Luta pelo Transporte Público reclama de um possível aumento nas passagens e afirma que há dois dias o governo respondeu aos pedidos de informação do grupo afirmando não saber sobre o reajuste. O grupo afirma que vai fazer protestos no Recife se houver aumento de passagens, mas não revelou detalhes sobre mobilizações.

“Infelizmente, temos um sistema de transporte sucateado, inseguro, sem investimentos, sem implementação do Simop (que permitiria controlar os serviços das empresas de ônibus), sem seguro (desde que – seguradora Nobre faliu, não houve contratação de uma nova), com o roubo dos créditos do Vem pela Urbana-PE, sem conclusão das obras de mobilidade e com apenas dois lotes (dos sete ao total) com os contratos de concessão assinados. Além do mais, os relatórios de qualidade não são publicizados, ou seja, as empresas operam sem responsabilidade alguma”, diz a Frente.

Fonte :Blog de Jamildo.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||