Felipe pode disputar a Prefeitura

Publicado em 13/07/2019 às 10h00

Felipe Carrera

O capitulo da reforma da Previdência, aprovada em primeiro turno na última quarta-feira, pela Câmara, acabou gerando o primeiro desdobramento político nas eleições para prefeito do Recife. O voto a favor do deputado Felipe Carreras, contrariando o seu PSB, que fechou questão contra, é, sem dúvida, um aviso que está buscando a fase desmame do grupo mais ramificado no partido.

E que vai dos jardins das Princesas, onde despacha o governador Paulo Câmara, ao Palácio do Capibaribe, bate ponto do prefeito Geraldo Júlio, ambos fechados com a pré-candidatura de João Campos. Carreras sempre sonhou em disputar a Prefeitura depois de eleito federal, pela primeira vez, em 2014, com o troféu de campeão de votos na capital – mais de 100 mil votos.  

No pleito passado caiu, teve 67 mil votos no Recife, mais ainda foi segundo mais votado, abaixo apenas de João Campos. Carreras está incomodado no PSB e pode se libertar pela janela do MDB.

FUNDO IMORAL

Mais uma excrescência do Congresso: o aumento em dobro do fundo eleitoral para 2020, saindo dos atuais R$ 1,7 bilhão para R$ 3,7 bilhão, R$ 2 bilhões a mais, portanto. O mais grave é que a grana para financiar campanhas de políticos jorrará dos generosos cofres públicos, enquanto faltam investimentos na saúde, na educação e na melhoria das estradas no País.

BATEU, LEVOU – Não foi a primeira vez que o senador Humberto Costa (PT) se envolveu, como na última quinta-feira, no aeroporto de Brasília, em incidentes com cidadãos comuns. Na Argentina, reconhecido por um brasileiro, quase foi às tapas como provocador, que o xingou e gravou um vídeo. Numa livraria do Paço Alfandega, em 2017, trocou socos no chão com um popular.

QUEM GANHA– A deputada Marília Arraes (PT) acha que se Felipe Carreras for expulso do PSB quem sai ganhando é a oposição, com mais um candidato à Prefeitura do Recife. “Se expulsar os outros que votaram a favor, tem que expulsar Felipe também. Se não expulsar ninguém, o PSB se desmoraliza”, afirmou.

PAPITOCRACIA– De Marília Arraes sobre a indicação do filho de Bolsonaro para embaixador dos EUA: ”Estarrecedor, revoltante e apavorante. A “papitocracia” de Bolsonaro e Trump é apenas o pano de fundo para uma intervenção sem precedentes na soberania e diplomacia do Brasil”.

RENOVAÇÃO– Em Machados, na Zona Mata Norte, o empresário João Morais está fazendo, nos próximos dias, a travessia partidária do PL para o DEM. É o candidato do ex-ministro Mendonça Filho para disputar a Prefeitura, alternativa de renovação da política do município.

ASSALTO– O mais provável em João Alfredo é que a prefeita Maria Sebastiana (PSD), aliada do deputado André de Paula, tenha sido vítima de uma tentativa de assalto quando seu carro foi alvejado por dois tiros, quinta-feira passada.  E não, como os apressados sugerem, um atentado político.

Perguntar não ofende: A Câmara de Goiana, que abriu impeachment, cassa o prefeito Osvaldo Lima Filho?

Fonte : Blog do Magno Martins.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||