Filiações de Fernando Filho e Antonio esperadas no DEM

Publicado em 09/04/2018 às 08h00
Fernando Filho , Rodrigo Maia , Mendonça Filho
Fernando Filho , Rodrigo Maia , Mendonça FilhoFoto: Divulgação

No DEM, são esperadas para hoje as filiações do deputado federal Fernando Filho, que deixou o Ministério de Minas e Energia para concorrer no pleito deste ano, e do seu irmão, Antonio, que concorrerá, como a coluna registrara, a uma vaga na Assembleia Legislativa. Não haverá tempo para ato festivo, serão só filiações protocolares, segundo informações de democratas. Originalmente, já havia se aventado que Fernando Filho fosse para o DEM, mas ele acabou se filiando ao MDB, no último dia 21, depois que seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, fizera a travessia para as hostes emedebistas. Em razão dessa expectativa original de migração de Fernando Filho para o DEM, ainda em setembro último, dissidentes do PSB que articulavam uma construção coletiva com o Democratas chegaram a externar insatisfação diante da notícia de que o destino do, então, ministro havia sido trocado para o MDB. Partiram queixas, por exemplo, do deputado federal Danilo Forte. Ele chegou a dizer que o anúncio feito por Romero Jucá da ida de Fernando Filho para o DEM gerara “constrangimento”. Naquele mesmo mês, no ato de desagravo a Jarbas Vasconcelos, o ex-ministro Gustavo Krause chegou a resgatar o episódio em que Fernando Bezerra decidira romper com o ex-governador Roberto Magalhães, de quem fora secretário responsável por articulação política, para apoiar Miguel Arraes, nos idos de 1986. Hoje, uma parte dos Coelho faz esse caminho de volta na direção do DEM em meio ao imbróglio envolvendo a disputa pelo comando do MDB estadual.

Lula ligou para João Paulo
Se a decisão do ex-prefeito de João Paulo de trocar o PT pelo PCdoB já não era fácil, um telefonema do ex-presidente Lula, recebido por ele na última quinta-feira, aumentou o desafio. Deu-se em momento bem simbólico. A determinação da prisão por Moro ainda não havia saído, mas o resultado do julgamento do STF já havia tirado petistas de tempo, quando Lula deu o telefonema realçando que o lugar de João Paulo era no PT.

O dia chegou > João Paulo que, ontem pela manhã, tomou café com Carlos Augusto Costa, do PV, chegou a cogitar atravessar para a sigla há algum tempo, como também teve conversas com o MDB , mas sempre acabava desistindo. Agora, migrou para o PCdoB, aliado de primeira hora do PT.

Autonomia 1 > Em resposta à reclamação protocolada, anteontem, pelo MDB-PE, o ministro Ricardo Lewandowski deferiu, ontem, liminar que suspende os efeitos dos artigos 6º e 7º da resolução da Executiva Nacional, a qual determinava que o partido deveria ter candidatura própria em Pernambuco.

Autonomia 2 > A decisão foi lida no MDB-PE como um suporte relevante, capaz de resguardar o presidente Raul Henry para compor as alianças que julgar necessárias no período eleitoral - quando decisões do tipo passam à tutela do TSE, que tem tradição de considerar intervenções como arbitrárias.

Só observo > Diante do evento do grupo das oposições Pernambuco Quer Mudar, hoje, em Ipojuca, o ex-deputado André Campos sapeca: “A oposição não poderia ter escolhido local mais apropriado para sua reunião: um resort na praia chamado Armação. Afinal, esse ajuntamento é a maior armação de PE”. 

Chances > Nas coxias da Frente Popular, havia expectativa, ontem, de que o presidente do PSB-PE, Sileno Guedes, possa concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

FonteFolha de PE.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||