A decisão ficou para o último dia da janela partidária, no último sábado dia 7 de abril, o deputado federal Jarbas Vasconcelos reuniu seus principais aliados entre eles o vice-governador Raul Henry para juntos decidirem que decisão tomar.

Ele tinham em mãos duas opções claras, a primeira de desembarcar do MDB e assinarem a ficha de filiação do PSD, com a benção de André de Paula e da executiva nacional. A segunda e mais delicada seria permanecer no MDB e ir para as trincheiras com o senador Fernando Bezerra Coelho pelo comando da sigla no Estado.

Depois de horas de conversas e ouvindo inclusive o jurídico, Jarbas e seus escudeiros entenderam que o ‘direito era bom’ e decidiram permanecer na legenda que o pernambucano ajudou a fundar. A política é também feita de gestos. Com a permanência no partido, Jarbas e seu grupo faz um gesto concreto ao governador Paulo Câmara, que deve corresponder garantindo a ele uma das vagas do Senado na chapa da Frente Popular.

Por fim, com a escolha jarbista de continuar no mesmo partido deixa claro também que ele está confiante. Enquanto isso, Fernando Bezerra tira seu filho – Fernando Filho -, e filiou ao DEM como sinal de insegurança se comandará mesmo o MDB de Pernambuco.

Ampliou muito – Depois de comandar a Secretaria de Habitação do Estado de Pernambuco, o deputado Kaio Maniçoba ampliou muito suas bases políticas em Pernambuco. Eleito em 2014 pelo PHS com 28.585 votos, disputará a eleição deste ano pelo Solidariedade. Segundo informações do buraco frio da Assembleia, ele passará dos 100 mil votos, sacramentando sua reeleição na Câmara dos Deputados.

Rápidas

Contas – Depois do período de filiação e com o fechamento da janela eleitoral, começou o momento de fazer contas. Ontem, na Alepe para onde se olhava tinha grupos fazendo contas das chapinhas, chapões e legendas.

Escondendo o jogo – Tem muitos partidos, a exemplo do PP e PSC que estão nem um pouco preocupados para exibirem seus filiados até o dia 14 deste mês, quando a lista será divulgada no Diário Oficial. Isso porque, ainda há a possiblidade de dupla filiação e o envio final das listas de última hora.

Retorno a Casa – Retornaram aos mandatos, o agora ex-secretários Nilton Mota que estava na Casa Civil e Alberto Feitosa que comandava o Sanemento da Prefeitura da Cidade do Recife. Com regresso deles a Alepe, Terezinha Nunes e Gustavo Negromonte deixam a Casa.

Pinga-fogo: Quem será o puxador de votos do PSC, Guilherme Uchôa ou Manoel Ferreira?

Fonte :Blog do Elielson Lima.