Mais Haddad, menos Lula e o PT no segundo turno

Publicado em 11/10/2018 às 13h00
Coluna da quinta-feira: Mais Haddad, menos Lula e o PT no segundo turno

Essa é a estratégia clara que o Partido dos Trabalhadores adotou ao mudar toda a comunicação da campanha e o direcionamento dos discursos do seu presidenciável Fernando Haddad. Depois de dizer incansavelmente no primeiro tempo da eleição que Haddad é Lula e Lula é Haddad, os estrategistas perceberam que essa vinculação era necessário fazer o caminho contrário para agregar mais nessa nova fase da campanha.

Já nas primeiras entrevistas, Haddad evitou tocar no nome do ex-presidente e seu padrinho político e no seu partido. Essa mudança drástica começou já no dia 7 de outubro, onde o candidato já foi votar com uma cor de camisa bem longe do tradicional vermelho petista. E por falar em cores, o material de campanha aparece ontem com o tradicional verde e amarelo da bandeira nacional aproximando-se ainda mais de uma linha mais ao centro com objetivo de atrair os eleitores de Alckmin e Ciro.

Por fim, o PT partiu para ‘tudo ou nada’ e até nos discursos a ordem de Lula é que Haddad seja mais direto e mais incisivo com Bolsonaro, revelou uma fonte petista de alto escalão. Uma tentativa de igualarem os discursos e bate de frente com o candidato que lidera as pesquisas.

Mirando o NE – Liderando a primeira pesquisa Datafolha neste segundo turno o candidato Jair Bolsonaro prometeu criar o décimo terceiro para os usurários do Bolsa Família. Essa é uma promessa que revela duas cosias ao mesmo tempo; A primeira uma tentativa de mostrar que está tudo bem entre candidato e vice, segundo Bolsonaro foi ele que formulou essa proposta e foi aceita pelo presidenciável. Depois é uma estratégia clara de sinalizar para o eleitor nordestino onde muitos acreditam que ele iria acabar o programa social.

Baixou muito – O desempenho dos candidatos da Assembleia de Deus ficou muito aquém do esperado. Tanto Eurico quanto Adalto Santos perderam muitos votos diante de suas eleições em 2014. Somados a baixa foi de quase 200 mil votos. Esse fraco desempenho fez com quem o Patriota não elegesse um segundo federal contrariando todas as projeções.

Rápidas

Força cristã – O PSC foi um dos partidos que mais cresceu nessa  eleição. Nas mãos do competente deputado federal eleito André Ferreira, a sigla conquistou um mandato na Câmara dos Deputados e cinco cadeiras na Assembleia Legislativa, passando a ser a terceira maior bancada da Alepe.

Mata Norte (parte 1) – Sob a coordenação de Célio Andrade a Mata Norte conferiu a João Campos a votação de 35.230 votos nos quatro cantos da região.

Mata Norte (parte 2) – Com a derrota de Marinaldo Rosendo na eleição de domingo a região da Mata Norte ficará sem federal. Dois nomes despontam para assumir esse posto Ricardo Teobaldo que já faz política na região e Milton Coelho que mesmo como primeiro suplente deverá assumir o mandato.

Contas – A Câmara de Vereadores de Lagoa do Carro aprovou as contas do ex-prefeito Tota Barreto no exercício 2008.O placar da votação foi de 8 votos de aprovação; 2 para rejeição e 1 ausente.

Adiado – A expectativa na cidade de Carpina era grande ontem para o julgamento do processo de perda de mandato do vereador Diogo Prado no TRE. O pleno adiou para a próxima segunda porque a defesa do parlamentar patrocinada pelo competente Dr. Piero Sial está em viajando.

Pinga-fogo: Essa mudança de cores da campanha petista surtirá efeito favorável ou contrário?

Fonte : Blog do Elielson Lima.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||