MDB pode ter candidatura própria no Recife

Publicado em 08/02/2019 às 13h00

Integrante da Frente Popular desde 2012, o MDB esteve ao lado do PSB nas últimas quatro eleições, sendo duas vitórias de Geraldo Julio e duas vitórias de Paulo Câmara, além disso emplacou Raul Henry como vice-governador em 2014 e Jarbas Vasconcelos como senador em 2018, porém em 2016 por muito pouco não houve um rompimento com o PSB devido a uma insatisfação de Jarbas com Geraldo Julio. O partido teve papel importante na reeleição do governador, pois Raul Henry e Jarbas Vasconcelos judicializaram uma intervenção no diretório estadual que beneficiaria o senador Fernando Bezerra Coelho e levaria a sigla para a oposição, podendo criar um quadro diferente do que permitiu a segunda vitória de Paulo Câmara.

Apesar de ter uma relação com o PSB, o MDB sabe que não pode viver a reboque do aliado para a vida inteira, e precisa trilhar um caminho próprio se quiser continuar existindo no estado. Em 2018, Raul Henry que era vice-governador de Paulo Câmara, obteve 87.585 votos e foi eleito deputado federal, mas ele tem ciência que se não se reinventar nem reorganizar o partido, em 2022 quando estará tentando a reeleição para a Câmara Federal terá dificuldades, portanto uma candidatura própria a prefeito do Recife seria imprescindível para garantir recall a Raul e fortalecê-lo na política.

O MDB atualmente só tem quatro políticos com algum tipo de representatividade no estado, que são os senadores Fernando Bezerra Coelho e Jarbas Vasconcelos, o deputado federal Raul Henry e o deputado estadual Tony Gel, muito pouco para um partido que governou Pernambuco antes da atual hegemonia do PSB, e que precisará jogar para conquistar torcida. Essa candidatura própria liderada por Raul Henry teria o aval dos dois senadores do partido e permitiria que eles se aproximassem em prol de um projeto comum, que seria fortalecer a sigla tanto para 2020 quanto para 2022. O entendimento entre os dois senadores emedebistas abriria caminho para que o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, pudesse ingressar no partido e disputasse a reeleição, e com isso o MDB teria candidaturas próprias em três cidades importantes, Recife com Raul, Petrolina com Miguel e Caruaru com Tony Gel em 2020, podendo conquistar novos quadros até abril de 2020 no sentido de disputar as eleições municipais e se fortalecer para 2022.

Miguel Arraes – A revogação da compra de 4 mil livros para homenagear o ex-governador Miguel Arraes, pelo custo total de R$ 1,8 milhão, teve repercussão nacional, nesta quinta-feira (7). Os jornalistas Felipe Moura Brasil e Diogo Mainardi, ambos do “O Antagonista”, registraram o cancelamento em suas redes sociais. A aquisição foi decidida em dezembro do ano passado e seria paga pela Assembleia Legislativa, mas foi cancelada pelo novo primeiro-secretário da Casa, deputado Clodoaldo Magalhães (PSB), que assumiu em fevereiro deste ano. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) já tinha questionado a compra, em janeiro deste ano, a pedido do Ministério Público do Contas (MPCO).

Líder – O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) foi indicado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM/AP) para ser o líder do governo Jair Bolsonaro na Casa. As tratativas estão avançadas e na próxima semana o senador terá uma conversa com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni para bater o martelo. Na condição de líder do governo, Fernando terá um papel determinante na interlocução dos municípios de Pernambuco com o governo federal.

Críticas – “A geringonça insiste em esconder a realidade de nosso estado. Sou deputado do povo de Pernambuco, eleito para falar como o povo quer que eu fale. A oposição não pode ser pautada pelo governo. Sempre haverá da oposição o bom trato e o respeito entre as partes. Mas o tempo dos coronéis já passou, onde se pautava como e o que se deveria falar”, afirmou o líder da oposição, deputado Marco Aurélio (PRTB). 

Antonio Fernando – Mal colocou os pés na Alepe, o deputado Antonio Fernando já coleciona elogios e o sincero reconhecimento dos colegas parlamentares. Em seu primeiro pronunciamento, na sessão da última terça-feira, ele recebeu rasgados elogios – pela competência, preparo e seriedade – de vários deputados que fizeram questão apartear o discurso de estreia do parlamentar. E pra sair teoria para a prática, no dia seguinte Antonio Fernando viu seu requerimento de criação da “Frente Parlamentar em Defesa do Canal do Sertão e Recursos Hídricos para Pernambuco” ser aprovado com folga no plenário. Pelo jeito, Antonio Fernando é mesmo uma das boas novas no parlamento pernambucano.

Vice-liderança – O deputado estadual Aglailson Victor (PSB) foi convidado e aceitou ser um dos vice-líderes do governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o segundo vice-líder será o deputado Sivaldo Albino, também do PSB. Eles irão auxiliar o deputado Isaltino Nascimento na defesa do governo na Casa Joaquim Nabuco. 

RÁPIDAS

Animais – A vereadora Goretti Queiroz assumiu mandato nessa segunda-feira, e já colocou em prática três programas de campanha. São eles, o “Fórum do Mandato Coletivo Animal” que será realizado na próxima quarta-feira (13), no Plenarinho da Câmara do Recife, a partir das 10h. o Fórum tem como objetivo ouvir sugestões de protetores da causa. Os outros projetos são o “Programa de Castração É o Bicho” e o “Programa Ração Solidária É o Bicho”. Esses últimos irão destinar vagas para esterilização animal e doação de ração para protetores independentes.

Reunião – O governador Paulo Câmara recebe nesta sexta-feira no Palácio do Campo das Princesas o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. O encontro ocorre a partir das 10:30 horas e poderá significar o anúncio de novos investimentos e retomada de obras do governo federal no estado.

Inocente quer saber – Jair Bolsonaro sabe que estão nomeando petistas para órgãos federais em Pernambuco? 

Fonte : Blog Edmar Lyra.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||