Novo habeas corpus de Lula deve ser julgado em dezembro

Publicado em 27/11/2018 às 20h00
Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo
No HC a defesa argumenta pela 'perda de imparcialidade' de Sérgio Moro
Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo
 

Presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski disse, nesta terça-feira (27), que o novo pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve ser julgado pelo colegiado antes do recesso judiciário, marcado para iniciar dia 20 de dezembro.

O pedido foi liberado para votação pelo ministro Edson Fachin hoje. No despacho, o relator da Lava Jato no STF sugere que o pedido de soltura seja analisado na sessão do próximo dia 4.

O habeas corpus argumenta pela “perda de imparcialidade” do ex-juiz federal Sérgio Moro, depois que ele aceitou ser ministro da Justiça no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Sérgio Moro foi quem condenou Lula, em primeira instância, no caso do triplex do Guarujá e determinou o cumpimento da pena depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reforçou a condenação de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente foi preso em abril deste ano.

Fonte:Leia Ja.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||