O desafio do PSB no Recife

Publicado em 14/06/2019 às 10h00
Com a nova regra que restringe coligações proporcionais passando a valer já em 2020, alguns vereadores do Recife estão avaliando migrar para o PSB. Com lápis na mão e calculadora, eles seguem fazendo as contas do potencial de vagas que o partido pode conquistar no próximo ano.

Em uma lista a que tive acesso junto à um parlamentar, aparecem como possíveis futuro socialistas os vereadores Antônio Luiz Neto, Davi Muniz, Jayme Asfora, Rinaldo Júnior, Eduardo Chera, Samuel Salazar, Alcides Teixeira Neto, Hélio da Guabiraba, Benjamim da Saúde, além de Almir Fernando. Atualmente o PSB possui 9 vereadores, são eles: Irmã Aimee, Aderaldo Pinto, Felipe Francismar, Natália de Menudo, Eduardo Marques, Augusto Carreras, Maguari, Carlos Gueiros e Aerto Luna. Em uma previsão otimista o vereador que me apresentou a lista disse que a ideia vendida é a de que o partido conquistaria 16 cadeiras com o ponto de corte em torno de 8.500 votos. O que parece ser pura utopia.

Apesar de ainda ser muito cedo para antecipar com precisão a quantidade de vereadores recifenses que o PSB deve acomodar em suas fileiras, é certo afirmar que dificilmente o quantitativo chegará a 19, já que isso configuraria em um suicídio político coletivo para boa parte deles.

Vale destacar que na dita lista a que tive acesso o nome de alguns ex-vereadores e suplentes também aparecem como possíveis candidatos pelo PSB, são eles: Jadeval de Lima, Luiz Eustáquio, Eurico Freire, Vicente André Gomes, Toinho do União e Wilton Brito.

Em um cenário super otimista, em que todos os 19 vereadores citados e os 6 ex-vereadores e suplentes repitam a sua votação de 2016, o resultado chegaria a 200 mil votos, o que garantiria de pronto 9 cadeiras levando em consideração um cociente eleitoral de 22 mil votos, o mesmo da eleição passada. Somando-se a isto, os votos de legenda também garantiriam outra cadeira, totalizando desta forma 10. No entanto, talvez alguém queira justificar que as caldas poderiam suprir os votos necessários para garantir o restante das outras 6 cadeiras para se chegar ao total de 16 que estão sendo prometidas, porém seriam necessários ao menos 35 candidatos com média de 2.500 votos para conquistar outras 4 vagas diretas e brigar por duas sobras, algo nada fácil de se conseguir, uma vez que boa parte dos candidatos nessa faixa de votos têm grande chance de brigar por uma vaga em outros partidos que propõem uma concorrência por igual. Bom lembrar que em 2016 houveram cerca de 31 candidatos com média entre 3 mil e 2.500 votos e que eles disputaram distribuídos em nada menos que 17 partidos.

Por fim, com o que foi exposto, fica claro que não será uma tarefa fácil para que a chapinha do PSB no Recife consiga 16 cadeiras na eleição do próximo ano. Para conseguir tal feito seriam necessários não penas um conjunto de fatores pra lá de favoráveis, mais um poder de convencimento hercúleo junto a vereadores, ex-vereadores, suplentes e estreantes.

Possibilidade– Se por um lado o PSB tem um grande pepino a resolver na construção da sua chapa proporcional, na chapa majoritária a única coisa que não está resolvida é o nome do candidato a vice na chapa encabeçada por João Campos. Na Câmara tem vereador trabalhando para ser o escolhido, inclusive com a promessa de distribuir a base entre os colegas caso isso venha a acontecer. O lobby é grande!

No jogo– A escolha de João Campos para ser o candidato do PSB para disputar a Prefeitura do Recife não tira o seu irmão, Pedro Campos, do jogo de concorrer a uma vaga no Legislativo da capital. Pedro é visto como um espécie de coringa para reforçar a chapa proporcional do partido como possível puxador de votos.

Reação– Depois de passarem um bom período do mandato dedicado a resolver os pepinos que pegaram dos antecessores, os prefeitos Altair Júnior (Palmares) e Elimário Farias (Barreiros) dão sinais de que estão conseguindo reverter a situação. Ambos, candidatos à reeleição, começaram a reagir e preparam o terreno para chegar em 2020 com todo o gás.

É carga! – A prefeitura de Sirinhaém deu inicio a uma ampla campanha publicitária para divulgar os trabalhos realizados pela gestão do Franz Hacker (PSB). As peças publicitárias, que se dividem entre vídeos e banners institucionais de altíssima qualidade, expõem de maneira eficiente as transformações vivenciadas no município. Quem cuida do marketing da Prefeitura de Sirinhaém é a Impacto Comunicação, empresa pernambucana referência na área.

Na telinha – Responsável pela emenda que defende que estados e municípios realizem a sua própria Reforma da Previdência, o deputado federal Daniel Coelho (Cidadania) esteve no programa Globonews Política, comandado por Gerson Camarotti, para debater com os governadores de Romeu Zeca (Minas Gerais) e Wellington Dias (Piauí). O debate vai ao ar nesta sexta-feira (14/06), às 21h30, na GloboNews. Vale a pena assistir!

Maraial– Com uma gestão marcada pelo baixo desempenho administrativo, o prefeito Marquinhos Moura, ainda no PTB, abre espaço para o crescimento da oposição. No campo adversário o ex-vereador Marlus Henrique aparece como a principal alternativa à mudança. Ele, que é sobrinho da ex-prefeita Marlúcia, conta com a garantia de apoio do PSB por meio da deputada estadual Simone Santana.

Consolidada  Pré-candidata a prefeita de Jaqueira, Ridete Peregrino (PSD), segue como favorita para vencer as eleições em 2020. Ela disputará contra o candidato a ser escolhido pelo atual prefeito Marivaldo Andrade, de quem quase tirou a reeleição em 2016. Na época menos de 500 votos impediram a vitória de Ridete sobre Marivaldo.

De pai para filho – O vereador recifense Marcos Di Bria já caiu em campo para pavimentar a candidatura do seu filho Júnior Di Bria à Câmara do Recife. No bairro de Santo Amaro, seu reduto eleitoral, não faltam apoiadores circulando com a foto dos dois ao lado de João Campos estampada em camisas.  Marcos Di Bria, que não concorrerá para preservar a saúde, quer manter na família a cadeira do Legislativo Municipal que já chegou a ser ocupada por seu pai, o ex-vereador Severino Gomes da Silva, popularmente conhecido como Bria (in memorian).

Empenhado – Pré-candidato a prefeito do Recife, o deputado estadual Marco Aurélio (PRTB) tem dividido o seu tempo entre a sua atuação parlamentar na ALEPE e o fortalecimento da chapinha proporcional do partido. O périplo de pré-candidatos a vereador em seu gabinete é enorme. A expectativa é que o PRTB no mínimo repita o desempenho da eleição passada e conquiste 3 cadeiras no Legislativo da capital.

Em alta – Enquanto existem prefeitos que tentam há meses uma audiência com o governador, o ex-prefeito de Vicência, Dr. Paulo Tadeu (PSB), mostrou que anda com o prestígio em alta junto ao Palácio. Ontem (13/06), em companhia de Eriberto Medeiros, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, ele foi recebido por Paulo Câmara e o secretário da Casa Civil, Nilton Mota. Na pauta, melhorias para o município de Vicência.

Carpina – O prefeito Manoel Botafogo (PDT)  não terá vida fácil em 2020. A oposição liderada por Diogo Prado e Joaquim Lapa tem tudo para desbancá-lo do poder. Eles inclusive contam com o apoio do Palácio, por meio de Milton Coelho, chefe de gabinete do governador.

Homenagem– O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e presidente estadualizou do PSB, Sileno Guedes, será agraciado, na próxima segunda-feira (17/06) com o título de cidadão de Olinda. A homenagem foi proposta pelo vereador Algério Nossa Voz (PSB).

Participe! – Quer que notícias da política da sua cidade sejam abordadas no Blog Ponto de Vista? Entra em contato conosco pelo e-mail: blogpontodevistape@gmail.com. Nos siga também no Instagram @blogpontodevistape.

Fonte :Blog Ponto de Vista.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||