Os desafios da Oposição na ALEPE

Publicado em 26/11/2018 às 13h00

Com uma composição repleta de novos integrantes a partir da próxima legislatura, a Bancada de Oposição na ALEPE tem ao menos dois desafios pela frente: Manter um debate propositivo de alto nível e ampliar o canal de interlocução com a sociedade fazendo dela uma parceira estratégica para enfrentar o governo. 

Atualmente liderada pelo deputado Sílvio Costa Filho, que em breve se despede do ofício rumo à Brasília, o Bloco Oposicionista só contará com apenas dois parlamentares reeleitos: Priscila Krause (DEM) e Álvaro Porto (PTB), os demais integrantes, com exceção de Manoel Ferreira (PSC), nunca passaram pelo Poder Legislativo Estadual. Além dos três, o grupo contará ainda com os novatos Antônio Coelho e Gustavo Gouveia (DEM), Romero Sales Filho (PTB) , Marco Aurélio (PRTB), Clarissa Tércio (PSC), Alessandra Vieira (PSDB), João Paulo Costa (Avante), Willian Brígido (PRB) e Jô Cavalcanti (PSOL), esta última é membro do mandato coletivo denominado “Juntas”, que ainda conta com outras quatro colaboradoras.

Durante a sua liderança, Sílvio Costa Filho exerceu um papel preponderante na realização de cobranças ao Governo e coordenando o “Pernambuco de Verdade”, projeto que levou os deputados oposicionistas a visitarem mais de 120 municípios pernambucanos para ver in loco os problemas enfrentados pela população. 

Agora, com a saída do republicano que se elegeu deputado federal, a Bancada tem pela frente à tarefa de escolher o seu novo líder. Na bolsa de apostas o nome da democrata Priscila Krause aparece com força para conduzir a missão.

Combativa, e, sobretudo, preparada, Priscila domina o mundo dos números das contas públicas como poucos. O seu discurso nesta área é conhecido por ter precisão cirúrgica e levar os governistas a recorrerem a estratégias evasivas para contesta-lá. Outro fator que deverá ser determinante para a escolha de Priscila na liderança diz respeito às redes sociais. Entre os deputados do grupo não há quem melhor saiba utilizar de forma eficiente esta importante ferramenta para se comunicar com a população que ela. A democrata sem dúvida reúne todas as credenciais para assumir tal posto. Caso escolhida, deverá dar muito trabalho ao Governo.

Na expectativa – Com 12 nomes já confirmados na configuração da Oposição a partir de 2019 na ALEPE, há a possibilidade do grupo crescer com a entrada de Wanderson Florêncio (PSC) e Joel da Harpa (PP).

Tomando forma – Aos poucos o desenho da Mesa-Diretora da próxima legislatura na ALEPE vai ganhando forma. Entre reeleitos e eleitos, Eriberto Medeiros ja garantiu a maioria para ser reconduzido à presidência e Clodoaldo Magalhães ganha corpo para a primeira-secretaria. Já na primeira vice-presidência, posto reservado ao PSC pelo critério de proporcionalidade, Guilherme Uchôa Júnior é o mais cotado.
 

Pronto para a disputa – Caso os Ferreiras decidam indicar o pai, Manoel Ferreira, para a vaga, é bastante provável que Guilherme Uchôa Júnior encare bater chapa. Na possibilidade deste cenário acontecer, o herdeiro do ex-presidente Guilherme Uchôa leva vantagem, pois conta com o apoio irrestrito do Palácio, principalmente por sua fidelidade ao governador ao longa da campanha.

Demais membros 1 – Das 7 vagas na Mesa Diretora da ALEPE, se forem levadas em consideração a força das bancadas, duas vagas deverão ficar com o PP, que elegeu 10 deputados, outras duas com o PSB, que terá uma bancada de 11 parlamentares, e as outras três serão divididos entre o PT, PSD e DEM, partidos que elegeram três deputados cada. 

Demais membros 2 – No espaço destinado ao PT, a deputada Teresa Leitão deverá ser a indicada do partido. No PSD, o clima ainda é de indefinição. Caso o acordo de rodízio seja preservado, Rodrigo ou Joaquim são os nomes em substituição a Romário Dias que atualmente é 2.º Vice-presidente. Já no DEM, a probabilidade de Antônio Coelho ser o escolhido é maior em relação a Gustavo Gouveia. 
 

Demais membros 3 – Quanto a outra vaga do PSB, a deputada Simone Santana possui preferência na indicação, uma vez que abrirá espaço para que a novata Gleide Ângelo a substitua na presidência da Comissão da Mulher. Quem também tem interesse no posto é Aglailson Victor. Em relação ao segundo nome do PP para a Mesa Diretora, Pr. Cleiton Collins é escolhido do partido.

Regra – Notícias de demissões em massa de contratados nas prefeituras pernambucanas têm sido bem comum nesta época, principalmente porque esta é uma ferramenta utilizada por vários gestores para garantir o fechamento das contas no final do ano e pagar o décimo terceiro dos servidores efetivos.

Exceção – Administrada pelo prefeito Sérgio Hacker (PSB), a prefeitura de Tamandaré, no Litoral Sul do Estado, é uma excessão. Com uma gestão equilibrada, o gestor não demitirá nenhum colaborador. Por lá, fornecedores e funcionários estão em dia.

Intenção – Com o sucesso da eleição de Sílvio Costa Filho para federal e João Paulo Costa para estadual, as atenções do grupo liderado por Sílvio Costa (Avante) é eleger Samuel Andrade como prefeito de Condado. Secretário-geral do PRB no Estado, coordenador político da família Costa desde 2006 e atualmente exercendo o segundo mandato de vereador de Condado, Samuel tem tudo para crescer politicamente em 2020.
 

Carne de porco em hospital – Quando o assunto é rejeição, poucos superam o prefeito de Carpina, Manuel Boatafogo (PDT). Se a sua gestão já não andava bem das pernas, depois que ele optou por implantar a Zona Azul no município a sua impopularidade chegou a níveis estratosféricos. A desastrosa gestão de Botafogo abriu espaço para que o ex-prefeito Joaquim Lapa ou o ex-vereador Diogo Prado disputem a prefeitura em 2020 com chances reais de vitória.

No páreo – Para manter a tradição, o grupo da família Mendonça participará ativamente da eleição municipal de Belo Jardim. Apesar de ainda não está acertado o nome que disputará com o apoio do clã, Vinícius e Andrea Mendonça podem ser opção, porém não está descartada uma liderança de fora da família. A escolha passará pelo crivo de Mendonça Filho em conjunto com seus aliados.

Escrito por Wellington Ribeiro.

Fonte: Blog Ponto de Vista.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||