Panela de pressão petista começa a apitar e pode explodir

Publicado em 27/11/2018 às 16h00


Mal terminou a eleição, e o bom e velho PT de Pernambuco já está prestes a começar uma nova disputa interna. Motivo: o petista que será apresentado ao governador reeleito Paulo Câmara (PSB) como representante da legenda no futuro secretariado estadual. Aliado de primeira hora do socialista, o senador Humberto Costa quer emplacar seu braço direito, Dilson Peixoto. Mas o nome não é consenso. Outro grupo quer o deputado estadual Odacy Amorim, que tem voto e é a principal liderança da sigla no São Francisco. A panela de pressão petista começou a apitar e pode explodir a qualquer momento.

Nos bastidores da legenda, acredita-se que o partido ficará com a Secretaria das Cidade e um órgão vinculado – eles sonham com o Detran (sonhar, neste caso, não é realizar). Nesse cenário, Humberto trabalha para garantir na secretaria Dilson, que já foi presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, a antiga EMTU, no Governo Eduardo. Para o tal, conta com a ajudinha do PT do Recife.

Ex-prefeito da capital pernambucana, João da Costa seria o indicado para presidir o órgão, por esse acordo. Ele assumirá a vaga na Câmara de Vereadores da deputada federal eleita Marília Arraes. Sua ida para o segundo escalão estadual abriria vaga na Casa José Mariano para o presidente do diretório municipal e suplente de vereador, Oscar Barreto, talvez o petista mais próximo hoje do PSB, que trabalhou muito pela aliança com os socialistas.

A equação estaria fechada se não fosse Odacy Amorim, o único desses cogitados que teve boa votação este ano. Mesmo não se elegendo deputado federal – é o primeiro suplente do partido –, Odacy desponta com força para concorrer novamente à Prefeitura de Petrolina em 2020, com o aval do Palácio. Além disso, fez a esposa Ducicleide deputada estadual. Ou seja, tem voto fora e dentro da Alepe, além da simpatia do governador, que já deu mostras do seu apreço pelo ex-prefeito. Câmara quer contar com Odacy no seu segundo governo antes de lançá-lo em Petrolina com o objetivo de tomar a prefeitura dos Coelhos. Esse fator, certamente, contará na resolução do problema.

Equação – Uma possível solução para o imbróglio do PT seria a convocação do deputado estadual eleito Doriel Barros, da Fetape, para a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, afirmam petistas. Com isso, João da Costa iria para a Alepe – ele também é suplente de deputado – e Oscar Barreto, para a Câmara do Recife. Mas isso não resolveria a equação, que ainda tem Odacy Amorim e Dilson Peixoto, indicado de Humberto Costa. Sem contar que Paulo dificilmente dará a Agricultura ao PT.
 

Sanção – Alguém duvidava que o presidente Michel Temer sancionaria o aumento de 16,38% do Judiciário brasileiro? A medida provocará um efeito cascata nos vencimentos de suas excelências em todo o País. A coluna entrou contato, no início da tarde de ontem, com a assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de Pernambucano para saber quais valores serão recebidos, a partir de agora, por desembargadores e juízes. Contudo, nenhuma resposta foi dada até o fechamento desta edição. Hoje, entraremos novamente em contato com o TJPE. Afinal, o povo merece saber.

Mudança de lado – Uma das principais vozes de oposição na Assembleia Legislativa, a deputada Teresa Leitão, dizem nos bastidores, tem conversado com palacianos. É fato que Teresa diminuiu o tom; pode estar fazendo a travessia. Por outro lado, quem não quer conversa é Marília Arraes. A deputada federal eleita já deixou claro que permanecerá como opositora.

CPI derrubada – Como a coluna antecipou, a maioria dos vereadores de Belo Jardim rejeitou o pedido de afastamento do prefeito Hélio dos Terrenos, denunciado por abuso de poder político. Por oito votos a quatro, o petebista, que tem maioria na Casa, livrou-se da degola. A oposição vai apelar, agora, para o Tribunal de Contas e Procuradoria Geral da União.

CURTAS

ERIBERTO DE NOVO – Com o governador Paulo Câmara e o vice Raul Henry na Inglaterra, em compromissos oficiais, quem assume novamente o Governo do Estado é o presidente Alepe, Eriberto Medeiros. Da outra vez que ficou no cargo, Eriberto visitou o bairro onde cresceu e recebeu aliados no Palácio do Campo das Princesas. Desta vez, ele ficará dois dias no posto até o retorno de Câmara.

ZEMA ESTUDANTE – O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema, também está na Inglaterra; ele está fazendo um curso sobre gestão pública e outro sobre educação pública. Ver um político se capacitar – coisa rara – é muito bom. Tomara que o mineiro, que vem do setor privado, tenha no mínimo uma noção do que é administrar um governo estadual. É bom lembrar, ele vai pegar uma bomba chiando a partir de janeiro.

CHUVA NO SERTÃO – Voltou a chover no Sertão; o que é sempre motivo de alegria. A água é muito bem vinda, mas muitas cidades ainda sofrem as consequências da falta de planejamento dos seus gestores. O blog recebeu vários vídeos e mensagens mostrando ruas alagadas. As prefeituras precisam assegurar a infraestrutura necessária para o sertanejo não sofrer.

Perguntar não ofende: O PT algum dia vai se resolver sem precisar de confusão?

Fonte :Por Arthur Cunha – especial para o blog.

Blog do Magno Martins. 

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||