Paulo Câmara quer PT no palanque mesmo com Lula preso

Publicado em 05/04/2018 às 16h45

Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo            Governador disse que alianças serão firmadas entre junho e agosto

            Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo

A iminente prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não deve atrapalhar eventuais articulações entre o PSB e o PT para as eleições. Ao menos é o que acredita o governador Paulo Câmara (PSB). Segundo ele, as conversas entre os partidos continuam mesmo com o Supremo Tribunal Federal (STF) tendo negado o habeas corpus preventivo que favoreceria o ex-presidente e evitaria, neste momento, o cumprimento da pena de 12 anos e um mês de prisão.

“Continuamos conversando com o PT independente da questão judicial. Isso nunca foi um ponto de discussão, pelo contrário, temos a capacidade de sentar. Agora nossa responsabilidade é com Pernambuco e a gente quer está junto com quem queira nos ajudar. Então precisa de muita discussão, conversa e diálogo”, salientou o governador, depois de participar da abertura do 5º Congresso dos Municípios de Pernambuco, em Olinda. 

De acordo com Paulo Câmara as alianças serão fechadas apenas no fim do prazo, em junho ou agosto. Questionado se mesmo preso Lula agregaria valor eleitoral para a Frente Popular, o governador disse que há “uma gratidão grande quanto ao que Lula fez pelo Estado”. 

“Evidentemente que temos preocupação com o que está acontecendo no Brasil, agora todo pernambucano tem respeito e gratidão por Lula. A quantidade de investimento que ele fez por Pernambuco foram muito vultosos. A popularidade e respeito a Lula é grande. Há, por parte de Pernambuco, uma gratidão grande quanto ao que Lula fez pelo Estado”, ressaltou o pessebista.

MDB no palanque

Paulo Câmara ainda  comentou sobre a questão judicial envolvendo o MDB, mesmo diante do fim do prazo para a janela partidária e filiação de novos membros que queiram concorrer ao pleito deste ano. 

“O MDB é um partido aliado, somos solidários a Raul e Jarbas e vamos aguardar. A expectativa é que o bom direito vença. O MDB vai continuar sendo um parceiro importante junto com Jarbas e Raul que são pessoas importantes para a história política de Pernambuco”, destacou o governador.

Fonte :Leia Ja.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||