PP cria polêmica, mas fica no palanque de Paulo Câmara

Publicado em 05/08/2018 às 19h00
Foto: Victor Tavares/Blog de Jamildo
Foto: Victor Tavares/Blog de Jamildo 

Após horas de articulações e não ir à convenção da Frente Popular, neste domingo (5), o presidente estadual do PP, o deputado federal Eduardo da Fonte, anunciou no fim desta tarde que permanece na base do governador Paulo Câmara (PSB). A saída do partido da coligação foi cogitada.

O partido vai formar chapas proporcionais com o PR, que indicou também o primeiro suplente de Humberto Costa (PT). O nome apontado foi Valdemar Oliveira, irmão do presidente do PR, o deputado federal Sebastião Oliveira.

Eduardo da Fonte anunciou apoio ao petista em coletiva de imprensa neste domingo (5).

Eduardo da Fonte não esteve na convenção da Frente Popular e determinou que os correligionários abandonassem o evento.

Aliados do deputado federal, desde a semana passada, já diziam que Paulo Câmara queria apenas uma desculpa para sair do barco de Paulo Câmara, mesmo com a quantidade de cargos na administração estadual. Em junho, o PP ganhou a cobiçada Secretaria Desenvolvimento Econômico e o Porto de Suape.

O deputado federal Bruno Araújo (PSDB), candidato a senador na chapa de Armando Monteiro Neto (PTB), esteve nesse sábado (4) à noite na casa de Eduardo da Fonte, com o deputado federal Wolney Queiroz, presidente do PDT, partido que acabou de desembarcar do governo Paulo Câmara.

Mais cedo, o Blog de Jamildo publicou que o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) vetou o nome da vereadora do Recife Michele Collins (PP) para ser sua suplente. Diante do clima de descontentamento, o emedebista negou o veto no fim da tarde.

Fonte:Blog do Jamildo.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||