PSOL de Pernambuco recomenda apoio a Fernando Haddad

Publicado em 09/10/2018 às 21h00

Nota assinada pela ex-candidata do PSOL ao Governo do Pernambuco, Dani Portela, que ficou em terceiro lugar na corrida eleitoral, superando Júlio Lossio (Rede) e Maurício Rands (PROS),  recomenda aos seus militantes o apoio a Fernando Haddad (PT) neste segundo turno da eleição presidencial.

Confira:

  • A esperança não tem medo e com ela crescemos e seguimos em frente! Como em todo o Brasil, o processo eleitoral em Pernambuco  foi reflexo e aprofundamento de um cenário de instabilidade e de crise. Instabilidade essa, em sua maior parte, gerada pelo golpe de 2016, pela crise social, econômica e de representação política.
  • Nesse cenário, o PSOL Pernambuco cumpriu uma jornada de vitórias não só politica, mas também eleitoral. A manutenção de uma vaga na Assembleia Legislativa com a eleição da candidatura coletiva da Juntas, com a maior votação do PSOL-PE na história, o que foi ajudado por várias candidaturas de dezenas de companheiros.
  • O resultado expressivo da candidatura de Dani Portela ao Governo do Estado, a grande votação de Albanise Pires e Eugênia Lima na disputa do Senado e a vitória de termos superado, com nossa chapa de deputados federais, a cláusula de barreira em nosso Estado, coloca Pernambuco em outro patamar no cenário político nacional.
  • O segundo turno dará seguimento à luta de que o PSOL tem sido parte: derrotar o fascismo e o golpe. Em Pernambuco essa agenda regressiva e de retirada de direitos tem seus representantes e aplicadores. Derrotar Bolsonaro é ganhar força pra derrotar essa política em nosso Estado.
  • Como definido pela Executiva Nacional do nosso Partido, iremos às ruas e às urnas exigindo a revogação de todas as medidas do governo Temer, contra a reforma da previdência, a reforma trabalhista, o fim do genocídio contra a população negra, o fim da violência contra a comunidade LGBT, a desmilitarização da polícia, a legalização das drogas, a demarcação das terras indígenas e quilombolas, o desmatamento zero e na defesa dos direitos das mulheres e toda a suas pautas – a igualdade salarial, a lista suja do machismo e a legalização do aborto.
  • Para tanto, não abriremos mão da luta por nossa soberania energética com a defesa do Pré-sal, da Petrobrás e da Eletrobrás, na perspectiva de uma transição da matriz energética e do modal de transportes, assim como na defesa de políticas públicas para as pessoas com deficiência.
  • Faremos o debate de balanço eleitoral, não só de nossa exitosa participação, mas também de nossas tarefas políticas em Pernambuco no próximo período mais adiante. Fazer esse debate sem construir a derrota do retrocesso fascista que representa a candidatura de Bolsonaro seria um erro. Essa é a principal tarefa e que definirá os nossos próximos passos.
  • Convocamos de forma aberta e franca todos que estiveram conosco na caminhada do processo eleitoral, mas não só esses. Estamos fazendo uma convocatória mais ampla a todos os setores políticos da sociedade, ou de forma coletiva ou de ativistas individuais, a estarem conosco em uma plenária nesta quarta-feira, dia 10 de outubro, às 19h, na Casa Marielle Franco, onde organizemos um calendário de atividades e ações de rua.
  • Orientamos todas as candidaturas e direções municipais a realizarem atividades nesse sentido e, onde for possível, manter os comitês ou espaços de apoio abertos para a campanha, como pontos de apoio da campanha do  #EleNão.
  • Para derrotar Bolsonaro em Pernambuco e para defender direitos no Brasil, no 2º turno defendemos o voto em Haddad e Manuela.

Fonte : Blog de Inaldo Sampaio.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||