Ressuscitar CPMF é erro do governo Bolsonaro

Publicado em 11/09/2019 às 17h00

Enterrada pelo Senado em 2007 numa das poucas vitórias da então oposição ao governo Lula, a CPMF foi um dos impostos eficazes do ponto de vista fiscal, mas extremamente prejudicial para o contribuinte, que já pagava uma elevada carga tributária e tinha na CPMF mais uma forma de arrecadar do governo.

No bojo da discussão de uma reforma tributária, extremamente essencial para o Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, considerado um dos fortes pilares do governo Jair Bolsonaro, defendeu abertamente a recriação da CPMF que nas suas contas garantiria um incremento na receita do governo federal de R$ 150 bilhões.

A medida, evidentemente, tem sido rechaçada pelo Congresso Nacional, que não quer comprar a briga de criação de novos impostos com a sociedade, que está cansada de pagar uma elevada carga tributária sem ter retorno em serviços essenciais como saúde, educação e segurança.

Se quiser efetivamente discutir a reforma tributária, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica precisam de uma vez por todas sepultar qualquer hipótese de recriação da CPMF, pois não fazendo isso estará comprometendo totalmente qualquer reforma tributária que pudesse tramitar no congresso.

Segurança – O deputado estadual José Queiroz (PDT) utilizou a tribuna na última semana, na plenária da Alepe, para enfatizar a necessidade de expandir os equipamentos utilizados pelo Corpo de Bombeiros de Caruaru e da região para prestação de socorro e urgência. Destacando a falta de uma escada Magirus, com capacidade de alcançar alturas equivalentes à edifícios de até 43 andares, o parlamentar frisou: “Esse equipamento pode evitar em eventualidades desastres maiores e, por isso, fazemos esse apelo ao Governo de Pernambuco de dotar o Corpo de Bombeiros de Caruaru com esse instrumento fundamental”.

Embratur – O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto e sua equipe, composta pelos pernambucanos Osvaldo Matos Jr. e Silvio Nascimento, vêm conseguindo imprimir um ritmo de trabalho na entidade reconhecido no país inteiro, contribuindo efetivamente para a melhoria do turismo brasileiro.

Relatoria – O deputado federal Fernando Rodolfo (PL) deverá assumir nesta quarta-feira amanhã a relatoria da MP 891. Ela trata do décimo terceiro para aposentados, garante metade do décimo no mês de agosto, e ataca as fraudes nos benefícios do INSS. Foi uma indicação do partido, chancelada pela liderança do governo no Congresso.

Em Ação de Graças – O deputado Guilherme Uchoa Júnior (PSC) participou de missa em Ação de Graças a Yves Ribeiro (PSB) na Igreja de São Gonçalo do Amarante, na noite desta terça-feira(10), na cidade de Itapissuma, área norte do Grande Recife. A celebração religiosa abriu as comemorações alusivas ao aniversário de 71 anos de vida do ex-prefeito de Paulista.  Nas eleições do ano passado, o socialista participou da campanha de Uchoa para a Assembleia Legislativa.

Adriana Rocha – Candidata ao Senado em 2018 pela Rede Sustentabilidade, Adriana Rocha deverá ser candidata a vereadora pelo PDT dando sustentação ao deputado federal Túlio Gadêlha, que poderá ser candidato do partido a prefeito do Recife.

Críticas – O deputado Aglaílson Victor subiu à tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco para questionar o critério que a Setur estava utilizando para contemplar festividades de municípios. O parlamentar criticou Rodrigo Novaes por um suposto privilégio as bases do secretário em detrimento das de outros parlamentares. Victor foi aparteado por cinco deputados, sendo quatro da base do governo.

RÁPIDAS

Camaragibe – Uma comitiva de representantes da cidade de Camaragibe cumpre agenda em Brasília. Da política, Gustavo Matos e Marcelo do Ovo, da comunicação, Jonas Silva e Hely Cruz. Eles estão visitando os gabinetes do Senado e da Câmara Federal, sendo ciceroneados por Aristeu Plácido, chefe de gabinete do senador Jarbas Vasconcelos.

Aristeu Plácido – Chefe de gabinete do senador Jarbas Vasconcelos, Aristeu Plácido atende todos que chegam à capital federal sem fazer qualquer distinção. O gabinete de Jarbas é um dos mais movimentados em Brasília porque quem chega é bem recebido.

Inocente quer saber – Quantos candidatos a oposição lançará para prefeito do Recife?

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||