Silvio Costa diz que Temer vai renunciar

Publicado em 17/07/2017 às 13h15
Costa:  “Oposição só topa discutir reforma da Presidência”
Costa: “Oposição só topa discutir reforma da Presidência”Foto: Paullo Allmeida

O senhor acredita que, durante o recesso, o presidente Michel Temer conseguirá o apoio necessário para barrar a denúncia no plenário da Câmara?
O governo Temer acabou. Temer e seus aliados precisam colocar 342 parlamentares no plenário para votar a decisão esdrúxula da CCJ. Eles não vão conseguir. É impossível. Nós, deputados e deputadas, que somos a favor da denúncia, vamos usar o Regimento. As nossas ausências vão forçar a renúncia de Temer. Ele não aguentará três meses sem a votação no plenário. Ele vai renunciar.

Existe uma corrente em prol de um governo de pacificação comandado por Rodrigo Maia e fala-se que o senhor seria um dos simpatizantes. Até quando iria essa aliança?
Eu defendo eleições diretas. Só a voz soberana das urnas poderá pacificar o País. Entretanto, compreendo que temos dificuldade de aprovar uma emenda à Constituição da República neste momento. A minha prioridade é trabalhar para que a Câmara Federal aceite a denúncia contra Temer. A Constituição diz que Maia é o sucessor natural.

 Se eventualmente ele assumir, a oposição brasileira vai continuar o debate sobre Diretas Já.

A reforma Trabalhista passou. A da Previdência passa no Congresso diante dessa turbulência?
A reforma da Previdência subiu no telhado. Ela não passa na Câmara. A única reforma que a oposição topa discutir é a reforma da Presidência da República. É o fora Temer.

A condenação do ex-presidente Lula pode prejudicar ou favorecer os seus aliados nas eleições de 2018?
Tenho certeza que o TRF da Quarta Região vai modificar a decisão do juiz Sérgio Moro. Ninguém pode ser condenado sem materialidade do crime. O triplex pertence à empresa OAS, isto está claro, está comprovado nos autos. Em 2018, Lula será fortíssimo candidato à Presidência da República, e é isso que tem apavorado seus adversários.

 E mais do que nunca estaremos juntos em Pernambuco. Para mim, é uma questão de honra e gratidão - por tudo que ele fez pelo meu Estado - votar em Lula para presidente do meu País.

O PT ensaia uma candidatura ao governo, o senador Armando Monteiro Neto também. O senhor não esconde de ninguém que quer ser senador de Lula. Em que palanque subirá caso se consolidem as duas candidaturas?
Veja, desde 2006 que o senador Armando Monteiro tem um diálogo permanente com o Partido dos Trabalhadores. Armando foi ministro da presidente Dilma (PT), votou contra o impeachment e trabalhou muito no Senado para tentar evitar o golpe. Armando tem uma relação política e pessoal com o ex-presidente Lula e com a ex-presidente Dilma. Conversa de forma perene com a maioria dos líderes do PT de Pernambuco. 

Portanto, eu acredito que na hora certa vamos todos sentar à mesa e decidir o que é melhor para Pernambuco. Não tenho dúvida que mais uma vez estaremos juntos.

Fonte : Blog da Folha de PE.

Enviar comentário

voltar para Blog

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||login news fwB tsN fwR tsY c05|normalcase fwR c15 fsI|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|b01 normalcase bsd c05|content-inner||