Siqueira: 'Felipe Carreras resolveu mudar de lado'

Publicado em 12/07/2019 às 11h00
Carlos Siqueira
             Carlos SiqueiraFoto: Humberto Pradera/PSB

Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira tem de cabeça o número de deputados, egressos da sigla por votarem a favor da Reforma Trabalhista, que se reelegeram em 2018. "Dos 13, apenas dois se reelegeram", recorda o dirigente à coluna. Esses 13 deixaram a legenda após serem submetidos a processos de expulsão por contrariarem orientação do partido. "E eles votaram a favor de uma reforma (trabalhista) que não tem a gravidade dessa (Previdência)", compara Siqueira, sinalizando que o peso do "sim" dado à PEC 06/2019 é maior. O presidente recebeu representações de vários militantes contra os deputados que votaram a favor da Reforma da Previdência. Vai distribuir o material à Comissão de Ética, que se reúne na segunda-feira, instaura processo e abre período de defesa antes de devolver parecer à presidência para que convoque o Diretório Nacional. Esse rito deve levar cerca de 30 dias. Foi Felipe Carreras, de Pernambuco, quem votou a favor. Siqueira endurece: "Felipe Carreras resolveu mudar de lado, esqueceu das origens dele, inclusive social, e aderiu à nova classe a qual ele pertence, dos ricos, e cedeu a apelos do poder econômico. A decisão dele terá consequências". Como a coluna registrou ontem, o voto "sim" de Carreras acarretou elogios de um adversário: o deputado Daniel Coelho. Daniel enalteceu no Twitter a "coragem em enfrentar o populismo irresponsável do PSB". À coluna, Siqueira reagiu: "Irresponsável é ele com a população, não o PSB. Ele deveria lavar a boca dele para falar em irresponsabilidade do PSB". E alfinetou: "Cada um tem a companhia que merece". Segundo Siqueira, não há histórico de o diretório ter revertido decisão da comissão de ética.

Felipe figurara entre os potenciais candidatos à Prefeitura do Recife. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, ainda em fevereiro, Carreras chegou a declarar: "Eu tenho o sonho de governar o Recife". Na mesma ocasião, no entanto, questionado por esta colunista, descartou a hipótese de deixar o partido. No PSB, o mais cotado para disputar a PCR é João Campos. Caso Carreras seja expulso, as perspectivas podem mudar no xadrez do Recife em relação a 2020.

Tapete vermelho para Tábata no PSDB
Tábata Amaral nutre boas relações no PSDB, com o governador Eduardo Leite (RS) e com Pedro Cunha Lima, presidente da Comissão de Educação, onde ela foca. Presidente nacional do tucanato, Bruno Araújo, à coluna, diz que ela é "muito bem-vinda e seria recebida com tapete vermelho". Ele acrescenta: "Ela tem muito do que nós acreditamos, grau de qualidade e de formação".
 
Tamo junto! > Silvio Costa Filho fez questão de telefonar para Tábata Amaral e para Felipe Carreras e parabenizá-los pela "coragem de abrir divergência", votando a favor da Reforma da Previdência.
 
Bolão fail > Ainda segundo Silvio Costa Filho, ninguém acertou o bolão da Câmara Federal. A média das apostas era entre 335 e 350 votos, segundo Silvinho. Deu 379 a favor da reforma.
 
Posse no TCE > Como a coluna antecipou, o novo conselheiro do TCE-PE, Carlos Neves, cuja indicação foi aprovada, ontem, por unanimidade na Alepe, estará no tribunal, hoje, às 11h, quando assinará o termo de posse. A posse solene ainda não tem data definida.
 
Força-tarefa> Paulo Câmara instituiu uma Comissão Especial Interdisciplinar com objetivo de agilizar e concluir as obras das barragens de Barra de Guabiraba, Gatos, Igarapeba e Panelas II, todas na Mata Sul. O colegiado é resultado de uma solicitação da secretária Fernandha Batista, atendida pelo governador, e será composto por representantes de vários orgãos. 
 
Fonte : Folha de PE.
 
 

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||