Uma campanha sem proposta e cheia de ataques pessoais

Publicado em 03/10/2018 às 11h00
Coluna da quarta: Uma campanha estadual sem proposta e cheia de ataques pessoais

Primeira experiência pós minirreforma eleitoral, com apenas 45 dias de campanha, os candidatos a governador em Pernambuco tiveram que esquentar a eleição e se diferenciar um dos outros já nos primeiros dias. Não tiveram ou não pensaram outra alternativa senão partir para os ataques pessoais.

Parafraseando um político conhecido, nunca antes da história de Pernambuco tivemos uma eleição com tantos direitos de repostas e ações no TRE, judicializando de vez o pleito pela baixa qualidade e vontade de discutir os rumos do Estado.

Nos primeiros dias de campanha em Pernambuco discutiu-se quem estava com quem, a turma de Temer e quem apoio o impeachment, até hoje esse assunto rola nos debates. Em seguida, foi discutido quem tem ou não o apoio de Lula e quem não tem dizia que vota, depois voltou atrás ou ficou encima do muro. Depois veio a tona as operações da Polícia Federal. Enquanto isso, as reais problemáticas do Estado ficando para segundo, terceiro ou quinto plano.

Está se encerrando um verdadeira aula da Realpolitikexpressão alemã que resume a política  baseada principalmente em considerações práticas, em detrimento de noções ideológicas. Ideologia passou longe dos discursos dos candidatos! Presenciamos o populismo de um lado versus o populismo do adversário. Ontem, no debate promovido pela TV Globo isso ficou notório!

Por fim, programas de governos vazios e quando apresentados, porque teve candidato que até agora não mostrou uma linha. E para ser justo quando uma proposta foi mencionada como o décimo do Bolsa Família foi copiada pelo adversário. Quando a proposta foi redução do IPVA não se apontou os caminhos. Quando se estadualizou um debate nacional como a retirada do CPFC dos pernambucanos não disseram como fariam. Diferente das últimas eleições, onde Eduardo foi eleito encima das obras que prometera, hoje a briga é pela paternidade da ideia! Em suma, só quem ganha com isso é o Governo que está, pois nenhum postulante conseguiu se diferenciar

Primeiro turno – Os números da pesquisa Ibope divulgada ontem cristaliza a reeleição do governador Paulo Câmara neste domingo, dia 7. O socialista foi competente na armação do palanque atraindo o PT e rifando Marília e o segundo fator colou a sua imagem ao ex-presidente Lula e seu candidato Haddad. As duas movimentações políticas sagraram mais quatro anos da Frente Popular no comando do Governo de Pernambuco.

Tiro errado – Dois atores políticos com grande potenciais neste eleição acertaram em tudo, exceto no partido. Júlio Lóssio da Rede tinha tudo para fazer uma campanha maior, foi encolhido por forças internas que não deram margem para seu crescimento. E Marília Arraes que por sua vez em qualquer outra sigla ainda estaria na disputa com chances reais de está na disputa.

Prestigiado – O prefeito Botafogo fará hoje uma caminhada com o governador Paulo Câmara pelo comércio de Carpina. Essa é terceira vez que o governador vem a cidade durante esse período eleitoral. Além de Carpina, o governador visitará obras em Lagoa do Carro, Paudalho e Vicência.

Rápidas

Novo estilo – Armando Monteiro saiu daquele estilo mais burocrata para um de fala direta e do confronto. Por diversas vezes durante esta campanha e ontem se repetiu no debate da Globo ele foi incisivo encima do governador. Por sua vez, isso não se traduziu em números. Quiçá faltou um presidenciável para ajudar alavancar essa candidatura.

Tracking – Palacianos não só comemoram a pesquisa Ibope como as sondagens internas já apontam uma diferença de 14 pontos de Paulo para Armando. Se isso se concretizar mesmo além de ganhar a quantidade de votos do primeiro para o segundo colocado será grande.

Aposta – Tem gente apostando na Assembleia Legislativa que Humberto Costa terá mais votos que Jarbas no pleito de domingo. O crescimento de Haddad e vinculação a Lula dará uma certa vantagem a Humberto, Jarbas saiu um pouco fragilizado com essa adesão ao PT. Embora que, ambos tem grande chance de vitória!

Pinga-fogo: Tem candidatos na Mata Norte que começaram largos e vão terminar capengas. Quantos deputados da região serão eleitos

Fonte : Blog do Elielson Lima.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||