Representantes da Justiça Eleitoral estiveram reunidos em Curitiba para teste em campo da urna eletrônica

Publicado em 16/09/2017 às 13h00
Teste de campo TRE-PR

Terminou, nesta sexta (15), o Teste em Campo Totalização e Ecossistema da Urna 2017 que reuniu em Curitiba (PR) técnicos da área de Tecnologia da Informação da Justiça Eleitoral. Os participantes tiveram uma “percepção positiva do evento, tanto quanto à organização, quanto ao nível de maturidade dos sistemas testados”, afirmou o chefe da Seção de Integração de Sistemas Eleitorais (Seint) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alberto Araújo Cavalcante Neto.

Desde segunda (11), os técnicos e analistas do TSE, representantes de 13 Tribunais Regionais Eleitorais (Acre, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina, Tocantins) estiveram focados no teste, que tem como objetivo geral validar e homologar, junto aos regionais, os sistemas eleitorais, as suas principais funcionalidades e as novidades para o ciclo eleitoral.

Para o chefe da Seint, o objetivo do evento foi cumprido. ”Os sistemas eleitorais foram testados em sete cenários diferentes. Os regionais, além de testarem os sistemas, puderam conhecer em maior profundidade as novidades já implementadas nos softwares, tais como voto impresso utilizando a impressora interna da urna; transferência temporária de eleitores ‐ voto em trânsito, voto de militar e preso provisório; nova integração entre os sistemas Candidaturas e PJE”, disse.

O evento também busca homologar os sistemas eleitorais considerando: testes com voto impresso utilizando a impressora interna da urna; utilização da versão dos softwares para assinatura no Teste Público de Segurança, que ocorrerá de 28 a 30 de novembro de 2017; mudanças relativas à transferência temporária de eleitores (voto em trânsito, voto de militar e preso provisório); evoluções realizadas na integração dos sistemas Candidaturas e Gerenciamento; nova integração entre os sistemas Candidaturas e PJE; integração entre os sistemas de registro de candidaturas e atribuição de CNPJ de campanha; e integração entre os sistemas de Prestação de Contas e Cadastro para certidão de quitação.

Fonte :TSE.

Enviar comentário

voltar para Blog

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||login news fwB tsN fwR tsY c05|normalcase fwR c15 fsI|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|b01 normalcase bsd c05|content-inner||