“Janela partidária” é aberta mas poucos parlamentares trocaram de partido

Publicado em 08/03/2018 às 21h00

A chamada “janela partidária” foi aberta nesta quarta-feira (7), permitindo que pelos próximos 30 dias qualquer deputado possa trocar de partido sem risco de perda de mandato por infidelidade partidária.

Em Pernambuco, havia a expectativa de que pelo menos cinco deputados federais iriam esperar por ela para se abrigar em outras legendas: Adalberto Cavalcante (PTB), Marinaldo Rosendo (PSB), João Fernando Coutinho (PSB), Fernando Filho (PSB) e Daniel Coelho (PSDB).

Adalberto se antecipou e se filiou ao Avante, levado pelo colega Sílvio Costa. Marinaldo também não esperou pela “janela” e se filiou ao PP a convite do colega Eduardo da Fonte.

João Fernando Coutinho preparou-se para se filiar ao MDB mas devido à indefinição sobre os rumos do partido, que ninguém sabe se ficará com o senador Fernando Bezerra Coelho ou com o vice-governador Raul Henry, resolveu ficar no PSB.

O ministro Fernando Filho, que se elegeu deputado federal pelo PSB já deixou esse partido e deverá se filiar ao MDB. E o deputado Daniel Coelho, que andou admitindo deixar o PSDB por divergências com o presidente Bruno Araújo, reconciliou-se com o ex-ministro das Cidades e resolver permanecer no ninho tucano.

Ontem, o deputado federal Cícero Almeida (AL) aproveitou o primeiro dia da “janela” e se filiou ao PHS.

Para terem ideia de como Almeida “leva a sério” partido político, desde que se elegeu vereador em Maceió em 2000, ele já passou pelo PSL (2000 – 2001), PDT (2002 – 2005), PTB (2005), PP (2006 – 2012), PEN (2012), PSD (2012), PRTB (2012 – 2015), PSD (2015 – 2016), PMDB (2016 – 2017) e Podemos (2017). Agora está no 11º partido.

Fonte :Blog de Inaldo Sampaio

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||