No mapeamento do Palácio do Campo das Princesas, três prefeitos são fundamentais estarem com Paulo Câmara na eleição deste ano. Não por seus votos em si, mas pela força das cidades que governam. São eles: Manuel Botafogo (Carpina), João Luiz (Limoeiro) e Ulisses Felinto (Timbaúba).

Todas as cidades tem uma coisa em comum, o poder de ressonância para as cidades vizinhas. O que acontece em Timbaúba ressoa em Ferreiros, Aliança, Macaparana, Vicência, Já em Limoeiro, respinga em Feira Nova, Bom Jardim, João Alfredo, Machados, Passira. Por fim, Carpina além de ser um centro de uma mesorregião é passagem para as demais cidades citadas.

A liderança de Botafogo em Carpina e o que acontece nesta cidade reflete em Lagoa do Carro, Nazaré da Mata, Paudalho, Tracunhaém, Lagoa de Itaenga e Buenos Aires. Se a lógica implantada nesse contexto funciona mesmo, o governador terá cobertura nos principais colégios eleitorais da Mata Norte e Agreste setentrional.

Por fim, para conquistar mais gestores, Paulo tem que parar de acenar como fez no Congresso da Amupe e começar a liberar os recursos do FEM que estão retidos no Governo. Muitos prefeitos questionam o governador pela falta dos repasses.

Agenda – Nesta sexta-feira, o ex-secretário de Administração do Estado, Milton Coelho (PSB), visitará as cidades de Carpina e Lagoa do Carro. Ele concederá entrevistas a imprensa local e se reunirá com lideranças políticas que apoiam sua pré-candidatura à federal. Milton é colocado como certo na lista dos 25 eleitos na eleição de outubro.

Agenda 2 – O ex-defensor público geral, Dr. Manoel Jerônimo (PROS), esteve ontem, na cidade de Timbaúba para participar de um colação de grau. Ele está sendo sondado para disputar uma vaga na Alepe. Ao ingressar no PROS, o novo presidente João Fernando Coutinho o instituiu vice-presidente da legenda no Estado.

Rápidas

Deixou o PSB – O ex-ministro Aldo Rebelo confirmou sua saída do PSB e será lançado candidato a presidência da República pelo Solidariedade. Rebelo foi ministro das Relações Institucionais, Esportes e Ciência e Tecnologia.

Não tem ré – Alguns deputados do PSB de Pernambuco até estão tentando rifar a candidatura de Marília Arraes junto a Zé Dirceu, o sentimento é que está sacramentado a presença da neta de Arraes na disputa pelo Governo de Pernambuco.

Oportunismo? – Por falar em Marília, em entrevista, ela chamou de ‘oportunismo’, a ida do governador Paulo Câmara para Curitiba, com objetivo de visitar o ex-presidente Lula na sede da PF, onde está preso desde o último sábado (07).

Presidenta – Devido a viagem do presidente Temer ao Peru para participar da Cúpula das Américas, assume interinamente a presidência da República, a ministra Cármen Lúcia  do Supremo Tribunal Federal. Os presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira são os primeiros na linha sucessória, mas não pode assumir devido a lei eleitoral, que os tornariam inelegíveis.

Pinga-fogo: Será que Marília Arraes repetirá o feito de 2006 do seu primo Eduardo Campos?

Fonte :Blog do Elielson Lima.