Pesquisa Múltipla mostra quadro embolado para governador e senador

Publicado em 08/06/2018 às 13h15

O instituto Múltipla apontou um quadro bastante embolado tanto para governador quanto para senador, porém com uma significativa vantagem para Paulo Câmara, que tem 26% enquanto Marília Arraes surge com 17% e Armando Monteiro 16,16%. O quadro, pelos números, seria de segundo turno, mas chama atenção que apesar do governador representar um projeto de doze anos e enfrentar uma série de problemas conjunturais, ainda se mostra bastante competitivo, e fica latente que Marília Arraes exercerá o papel de fiel da balança nesta disputa, pois se for candidata garante o segundo turno, e se for retirada do processo, o quadro tende a se definir na primeira etapa.

Na disputa pelo Senado, Jarbas Vasconcelos surge como o favorito com 20%, com 7,3 pontos de vantagem para Humberto Costa, o segundo colocado com 12,7%. Mendonça Filho tem 10,8% e aparece tecnicamente empatado com Humberto. O deputado André Ferreira (PSC), com 5,1% e total desconhecimento em relação aos seus principais adversários pois nunca disputou majoritária, mostra que o segmento evangélico é muito forte e em sendo candidato ele tem grandes chances de crescer durante o processo eleitoral.

Faltando quatro meses para a eleição, a pesquisa ainda denota um grande distanciamento do eleitor com o processo eleitoral. Ela ainda não está na pauta do povo e fica latente que a pesquisa é apenas uma fotografia do momento, com grandes possibilidades de modificações durante o quadro eleitoral, com o início do guia na televisão.

Também será bastante interessante avaliar o quadro que pode se desenhar de Jarbas e Mendonça estarem em campos opostos disputando o mesmo cargo e pela primeira vez na história Jarbas Vasconcelos e Humberto Costa, rivais de décadas, estarem na mesma chapa majoritária, um tendo que pedir votos para o outro. É preciso aguardar o tempo passar e a campanha começar para poder interpretar qual será o comportamento do eleitor, sobretudo nesta disputa de senador que está com muita aparência de 1994 quando foram eleitos um senador de cada chapa.

Liderança – A prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB), é um exemplo de liderança. Depois de ajudar o estado a enfrentar a greve dos caminhoneiros comandando, pessoalmente, a participação da Amupe no Comitê de Crise, a prefeita marcou outro gol de placa esta semana. É que a barragem de São Bento do Una, cuja ordem de serviço para construção foi assinada pelo governador, era um compromisso de campanha de Débora, que batalhou muito pela obra. A intervenção beneficiará mais de 70 mil pessoas.

Congresso – Em reconhecimento ao seu empenho na busca por soluções sustentáveis para os problemas do Recife, o vereador Alcides Teixeira Neto (PRTB) foi o único parlamentar da capital pernambucana a ser convidado para o Congresso Internacional Cidades Lixo Zero, em Brasília. O evento reuniu os maiores especialistas em resíduos sólidos do mundo para debater experiências a respeito do tema.

Força – Com a rejeição do atual gestor de Araripina que é elevadíssima, a deputada Roberta Arraes poderá sair majoritária do município nas eleições deste ano. Roberta obteve quase 40 mil votos em 2014 e agora precisará de pouco mais de 30 mil para se reeleger pelo PP. As chances dela renovar o mandato em outubro estão sendo ampliadas a cada dia.

Motivo – O grande motivo de Humberto Costa querer ser senador de Paulo Câmara é porque ele se deu conta que não trabalhou as bases para ser deputado federal. Com uma lógica distinta de disputa em relação ao Senado, Humberto teria sérias dificuldades de se eleger, porque diferentemente de Sergio Guerra em 2010, que sempre trabalhou as bases e Jarbas Vasconcelos em 2014, que é um ícone no estado, o petista poderia ter dificuldades de montar sua campanha para deputado federal.

Revolta – Causou revolta nas redes sociais a acusação do Ministério Público Eleitoral ao vereador Romero Albuquerque, que é reconhecidamente um ativista da causa animal, de propaganda antecipada por conta dele realizar atendimento veterinário gratuito na cidade. As pessoas que gostam do trabalho do vereador que além de contribuir com a saúde animal tem impacto na saúde das pessoas, ficaram chateadas com uma decisão que consideram arbitrária.

RÁPIDAS

Plano – Com muita experiência na ação social, Débora Serafim (PSC) entra na disputa por uma cadeira na Alepe defendendo uma participação maior do Legislativo na área. Ela já prepara um plano de atuação focado no tema. Débora foi secretária do segmento nas gestões do seu pai, Pedro Serafim, em Ipojuca.

Junior de Cleto – A chapinha formada pelo Patriota para deputado estadual terá nova reunião com vistas às eleições. O partido aposta na possibilidade de eleger três deputados federais que despontam como competitivos Pastor Eurico, que é o puxador, Davi Muniz, Paulo Roberto e André Siqueira. Já para deputado estadual onde a sigla pretende eleger de um a dois parlamentares, o nome de Junior de Cleto que será apoiado pelo transporte complementar é o que desponta como favorito.

Inocente quer saber – Quem perdeu mais com o novo adiamento da decisão petista, Marília Arraes ou Humberto Costa?

Fonte : Blog Edmar Lyra.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||