Armando lança pré-candidatura com frente política mais encorpada

Publicado em 11/06/2018 às 13h30

Nas eleições de 2014 o senador Armando Monteiro liderou as pesquisas até o início do guia eleitoral, chegou a ter uma vantagem de quase 40 pontos em relação a Paulo Câmara, porém mesmo líder nas pesquisas, não ofertava perspectiva de poder. A prova foi tanta que pra fechar uma coligação precisou que Silvio Costa deixasse o PTB para presidir o PSC e que o PDT fizesse uma intervenção no estado pra garantir que Paulo Rubem fosse seu vice.

Naquela ocasião Armando contou apenas com PTB, PT, PDT, PRB, PSC e PTdoB, e exceto o PT, as demais siglas eram medianas para pequenas, diferentemente de seu adversário que contou com 21 partidos, sendo apoiado pela maior frente política da história. No guia eleitoral Armando tinha 4:53 segundos contra 10:49 de Paulo Câmara, mais do que o dobro do tempo para o governador.

Com a legislação modificada, apenas os seis maiores partidos da coligação contarão para o guia eleitoral, o que imediatamente daria uma condição de maior igualdade na disputa para Armando Monteiro, porém a situação melhora, uma vez que ele atraiu para sua coligação DEM e PSDB que estavam integrando a Frente Popular, e perde apenas PDT e PT.

Se naquela ocasião havia um forte desejo de continuidade que acabou fragilizando a postulação de Armando, sobretudo após a morte de Eduardo Campos, na eleição deste ano haverá uma avaliação dos quatro anos de governo de Paulo Câmara, que não é mais a novidade no processo. O eleitor tende a fazer uma avaliação mais crítica para poder garantir a renovação do mandato do governador, o que dá a Armando uma maior competitividade eleitoral.

Hoje o senador lança sua pré-candidatura com PTB, PSDB, PRB, PPS, PV, Democratas e Podemos, e a expectativa agora recai sobre o destino de quatro partidos, o PSC, o PP, o PR e o Solidariedade, que se ficarem com Paulo Câmara freiam o projeto de Armando e garantem uma maior competitividade ao governador na busca pela reeleição, mas se migrarem para o projeto oposicionista, tendem a dar ao petebista uma chance real de derrotar o PSB nas eleições deste ano.

Formatura – O governador Paulo Câmara comandará, nesta segunda-feira , a solenidade de formatura de 278 bombeiros militares de Pernambuco que será realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Os novos servidores, que passaram por um curso de formação de seis meses, serão distribuídos pelos grupamentos e seções do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco em todo o Estado, inclusive nas praias da Região Metropolitana do Recife, reforçando as equipes de salvamento, fiscalização e prevenção de incidentes com tubarões. Somente nos últimos dois anos, o governador Paulo Câmara nomeou cerca de 4.400 profissionais para as operativas da Secretaria de Defesa Social, entre membros do CBMPE e das Polícias Militar, Civil e Científica.

Alinhamento – Os deputados federais Eduardo da Fonte e Sebastião Oliveira decidiram que os dois partidos anunciarão juntos o caminho que será adotado pelo PP e pelo PR nas eleições deste ano. Donos de tempo um importante tempo de televisão, eles reivindicam uma vaga na chapa majoritária de Paulo Câmara, que precisará reconhecer a força dos dois partidos e atender a solicitação.

Presença – Apesar de o PP ainda integrar a Frente Popular, o deputado federal Marinaldo Rosendo já anunciou que estará presente nesta segunda-feira no ato de lançamento de Armando Monteiro como pré-candidato a governador. Além de Marinaldo, outros nomes importantes do partido no estado podem marcar presença no evento, como o vereador Romero Albuquerque.

Elitismo – Um aliado palaciano afirmou que o anúncio oposicionista será num hotel de luxo, demonstrando o caráter elitista da coligação liderada por Armando Monteiro, que terá Mendonça Filho candidato a senador. Além disso, uma arte da divulgação do evento foi atrelada a imagem de Michel Temer, na tentativa de carimbar a chapa oposicionista como palanque de Temer no estado.

Defesa – O advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, defende que a segunda vaga de senador na chapa de Armando Monteiro seja destinada a Silvio Costa no sentido de dar um molho de esquerda ao palanque oposicionista, uma vez que as pesquisas apontam uma maior sinalização do eleitorado para o lulismo.

RÁPIDAS

Discurso forte – Por onde passa , o pré-candidato a deputado estadual, Manoel Neco (PP) tem forte em seu discurso ações realizadas em seus mais de 40 anos na vida pública. Vai desde projeto esportivo para crianças e adolescentes, como nas áreas de moradia, educação, entre outras.

Santos Dumont – Um dos maiores legados da passagem de Felipe Carreras na secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, foi a requalificação do Santos Dumont. Felipe transformou a área num equipamento de primeiro mundo. O segmento esportivo agradece ao deputado pela ação que ficou na história do esporte pernambucano.

Inocente quer saber – Armando Monteiro vai anunciar a chapa completa abrindo mão de atrair eventuais defecções da Frente Popular?

Fonte : Blog Edmar Lyra.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||