Agentes de combate a endemias em ação contra o Aedes aegypti

Publicado em 06/12/2018 às 15h00

Por Cynthia Barbosa

Fotos: Victor Patrício/SECOM

A Secretaria de Saúde está realizando uma grande ação de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, em todo município. Agentes de Combate a Endemias (ACE’s), realizam visitas diárias as residências para prevenir a proliferação do mosquito e instruir os são-lourencenses sobre a importância das precauções para erradicar as doenças.

“Nós somos responsáveis por inspecionar as casa e orientar os moradores, mas eles precisam continuar o trabalho que iniciamos para que possamos realmente acabar com criadouros dos mosquitos. Pedimos a todos que fiquem atentos a objetos que acumulem água, sigam nossas dicas e São Lourenço da Mata ficará livre dessas doenças”, explicou a supervisora de campo Silvana Maria, que visita em média 30 casas diariamente.

As visitas são realizadas periodicamente, onde os ACE’s analisam o ambiente e caso existam possíveis focos para a procriação do mosquito, como caixa d’águas, pneus, vaso de plantas, entre outros, é aplicado um produto que mata a lava, e não agride a saúde das famílias, impedindo a reprodução. Em caso de suspeita de dengue, ou outra doença causada pelo Aedes aegypti, é extremamente importante que se procure uma unidade de saúde.

“Já conheço as meninas, elas vem sempre aqui em casa e me explicam o que devo fazer para evitar a reprodução do mosquito. Estou sempre olhando minhas caixa d’águas, que elas me ensinaram a higienizar corretamente, e nunca deixo água parada. Tenho muito cuidado com a minha saúde e da minha família”, contou a dona de casa Maria da Conceição moradora de Chã da Tábua.

Aedes aegypti –  Originário da África, é o mosquito transmissor de diversas doenças como a dengue, chikungunya e zika vírus, a fêmea alimenta-se de sangue humano para poder se reproduzir, colocando cerca de 200 ovos em superfícies com água parada. Por isso a importância de evitar armazenamento de água em recipientes, como garrafas, caixa d’águas, pneus, calhas, vasos de plantas, entre outros.

Fonte: Secretaria de Comunicação.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||