Impasse entre Clarissa Tércio e Juntas adia votação para o comando da Comissão de Direitos Humanos

Publicado em 12/02/2019 às 18h30

Em reunião realizada no final da manhã desta terça-feira (12/02) deputados membros da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular não chegaram a um acordo quanto a quem comandará o colegiado pelos próximos dois anos.

O que aparentemente caminharia para o cumprimento de um acordo entre as lideranças do Governo e Oposição para a indicação das Juntas (PSOL) para a presidência, acabou não se concretizando, tendo em vista que a deputada Clarissa Tércio (PSC) se colocou como interessada também para o posto. 

“Não houve acordo. Posso falar isso nos olhos de Isaltino” (líder do governo), declarou a deputada Clarissa Tércio (PSC), reivindicando a vaga para a Oposição e deixando claro que as deputadas Juntas (PSOL) decidiram por independência e, portanto, não participam da bancada da Oposição. “A oposição me escolheu como indicação para esta vaga”, afirmou.

Depois de momentos de grande discussão e de alguns parlamentares sugerindo o adiamento da reunião para evitar um bate chapa entre Juntas e Clarissa Tércio, ficou decidido que os parlamentares voltariam a se reunir na próxima quinta-feira (14/02), às 11:30 hs.

A comissão é composta pelos seguintes titulares: Pr. Cleiton Collins (PP), Adalto Santos (PSB), Clarissa Tércio (PSC), Juntas (Psol), João Paulo (PC do B).

Escrito por Wellington Ribeiro.

Fonte: Blog Ponto de Vista.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||