Paulo Câmara reforça geração de emprego durante inauguração de fábrica em Suape

Publicado em 13/03/2019 às 14h00

Nova unidade da Camil Alimentos vai produzir arroz, feijão e açúcar, gerando 170 postos de trabalho no Cabo de Santo Agostinho – Fotos: Heudes Régis/SEI

CABO DE SANTO AGOSTINHO – O governador Paulo Câmara marcou presença, nesta terça-feira (12.03), na inauguração de mais um empreendimento no Polo de Alimentos do Complexo Industrial e Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, litoral sul do Estado. A instalação da nova planta da Camil Alimentos, que inclui um centro de distribuição, representou um investimento de R$ 22 milhões. A fábrica produzirá arroz, feijão e açúcar e vai gerar 170 novas vagas de empregos diretos e indiretos.

O governador disse enxergar no novo empreendimento uma reafirmação do potencial logístico e econômico do Estado. “Apesar da crise que o Brasil viveu nos últimos anos, há investidores, que confiaram em Pernambuco e no Nordeste. Isso é, aqui, um grande ponto de distribuição para toda a Região e, ao mesmo tempo, um grande ponto de qualificação e de recrutamento de mão de obra para os futuros investimentos nessa área de alimentos”, observou.

Segundo Paulo Câmara, o Governo de Pernambuco seguirá realizando essas parcerias, com potencial de geração de emprego e renda. “Vamos continuar investindo na atração de indústrias com os benefícios que possam fazer a diferença na hora de escolher Pernambuco. Mas vamos, acima de tudo, continuar investindo naquilo que é tão importante, a mão de obra, o capital humano”, ressaltou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, parabenizou o Governo do Estado pela novidade. “O governador Paulo Câmara seguiu na atração de investimentos, na geração de emprego e renda, no Pacto pelo Emprego. E isso é o que estamos fazendo aqui hoje. Estão vindo vários projetos, vários investimentos, e Pernambuco está preparado para viver um novo momento”, afirmou. Além de Schwambach, também participou da inauguração o secretário de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, Alberes Lopes.

A fábrica da Camil contou com concessões de incentivos fiscais do Programa de Estímulo à Indústria do Estado de Pernambuco (Proind), ação ressaltada pelo diretor presidente do Complexo de Suape, Leonardo Cerquinho. “Esse incentivo concede 75% de isenção, 75% de crédito presumido em cima do saldo devedor de ICMS”, explicou. O Proind é uma reedição do Prodepe, e foi instituído em 2017 para garantir incentivos fiscais especificamente às indústrias.  “O empreendimento reforça a vocação do estado de Pernambuco para atender a região Nordeste na parte de distribuição, e reforça a vocação do porto de Suape como ramo de distribuição logística da região Nordeste”, acrescentou Cerquinho.

Com 6,5 mil m² de área construída e capacidade produtiva de 10 mil toneladas por mês, a nova unidade da Camil prioriza o uso de tecnologia de ponta e leva em consideração a localização estratégica para o escoamento da produção. “Essa fábrica é chave para o Estado. Nós estamos aqui em Pernambuco desde 2001, e após 17 anos estamos dando mais esse passo. Estamos mais do que dobrando a capacidade da planta que tínhamos antes no Estado. Isso mostra o potencial de Pernambuco e o apetite que a companhia tem de crescer nessa Região. Os produtos, quando vêm do sul ou importados da Argentina ou do Uruguai, chegam aqui em Suape. A proximidade da planta ajuda muito nesse processo da logística, e daqui saem para os destinos. Então é, de fato, estratégica a localização aqui no Porto”, reforçou o CEO da Camil, Luciano Quartiero.

LIDERANÇA – A Camil Alimentos é, hoje, líder em beneficiamento e comercialização de arroz no Brasil, Chile, Uruguai e Peru, e exporta para mais de 50 países. Atualmente, a empresa detém marcas de ponta no mercado em suas categorias: União (açúcar), Camil (arroz) e Coqueiro (sardinha).

Fonte: Blog Ponto de Vista.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||