‘Eu aceitei o convite’, diz Patrícia Domingos sobre atuar na pasta de Moro

Publicado em 15/03/2019 às 15h15
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
                      Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

A ex-titular da Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) Patrícia Domingos revelou que aceitou o convite para trabalhar na Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça, comanda pelo ministro Sérgio Moro. Em entrevista ao programa Passando a Limpo, da Rádio Jornal, nesta sexta-feira (15), a delegada disse que o convite significa “continuar atuando, mas em outro nível em relação ao combate à corrupção”.

“Eu aceitei o convite. Foi uma honra receber esse convite. E significa para gente a possibilidade de continuar atuando e poder fazer um pouco mais pelo nosso País. Inclusive, também continuar atuando, mas em outro nível em relação ao combate à corrupção, que é um das bandeiras adotadas pelo ministério”, afirmou Patrícia.

A SDS afirmou que ainda não recebeu o ofício com o pedido do governo Jair Bolsonaro (PSL) e por isso não poderia se manifestar. A articulação para a indicação de Patrícia foi feita pelo empresário Gilson Machado Neto, amigo pessoal de Bolsonaro, por ser admirador do trabalho e da seriedade dela. 

O pedido foi assinado no dia 12 de fevereiro deste ano, pelo secretário nacional de segurança pública-adjunto, Fernando Almeida Riomar. A liberação da servidora foi solicitada diretamente ao secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua. 

“Eu iria na condição conhecida como mobilizada. Eu iria para Brasília, continuaria como delegada em Pernambuco, mas eu seria cedida pela Secretaria de Defesa Social para prestar o meu serviço em Brasília durante o período de um ano”, explicou a delegada.

De acordo com o ofício enviado ao blog, Patrícia iria trabalhar como servidora engajada junto à Diretoria de Políticas Públicas na Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). A resposta do governo Paulo Câmara (PSB) era aguardada para esta sexta-feira (15) de modo que a delegada pudesse começar sua jornada federal a partir do dia primeiro de abril, às expensas da União, por um período de um ano.

“Mais uma vez para gente é uma alegria perceber que o povo pernambucano reconheceu a relevância do trabalho da Decasp e ainda tem interesse nesse assunto para que essa história tenha realmente um desfecho feliz para todos nós”, disse.

Fonte : Blog de Jamildo.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||