Ex-prefeito de Olinda defende Congresso extraordinário do PSL

Publicado em 15/03/2019 às 15h45

O ex-prefeito de Olinda e bolsonarista de primeira hora, José Arnaldo Amaral, enviou uma mensagem ontem à líder do governo no Congresso Nacional, deputada Joyce Hasselmann (PSL-SP), sugerindo a realização de um congresso extraordinário do PSL para que o partido possa definir uma agenda para o Brasil. O PSL era um partido nanico até a filiação de Bolsonaro, um ano atrás. Mas saiu das urnas nas últimas eleições com três governadores, quatro senadores e 54 deputados federais. No entanto, continua sem programa de governo e sem uma agenda para o país. Esse congresso extraordinário supriria rapidamente essa lacuna, dando condições a filiados com o ex-prefeito de Olinda de empunhar as suas bandeiras nas eleições do próximo ano.

Confira a íntegra da mensagem: “Ilustre deputada Joyce Hasselmann, paz e bem. Na condição de ex-prefeito de Olinda e militante do PSL local, sugiro à brava líder apresentar moção à direção nacional para convocação de congresso nacional extraordinário do partido no mais breve espaço de tempo possível. A atual conjuntura política exige que as forças que elegeram Jair Bolsonaro estejam unidas na construção de um partido político de massas, principal instrumento de organização, conscientização e mobilização do povo, apto a dar sustentação ao governo e enfrentamento às organizações criminosas nacionais, travestidas de partidos políticos, vassalos do Foro de São Paulo e da comunoglobalista aliança sino-russa. Como recompensa pela proposta aqui formulada, sugerimos que o Congresso Nacional Extraordinário do PSL seja realizado em território olindense até o dia 15 de novembro do ano em curso. O que será uma legítima homenagem à cidade de Olinda, Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade. E mãe da República brasileira. Contando com seu decisivo apoio à iniciativa, atenciosamente, José Arnaldo Amaral”.

ASSEMBLEIA CONSTITUINTE

Com a adesão de 250 deputados federais e 20 senadores, foi instalada na última quarta-feira (13) no Congresso Nacional a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo, que tem como presidente o deputado Sílvio Costa Filho (PRB-PE). O nome é pomposo, mas não dará resultados práticos. Só haverá um novo Pacto Federativo no Brasil se for decorrente de uma Assembleia Nacional Constituinte, algo que está fora de cogitação.

BRASIL HOLANDÊS

A Secretaria de Turismo do Governo do Estado finalmente acordou para a exploração do “turismo histórico” do Recife, algo que as outras capitais do Nordeste não têm. Juntou um grupo de 50 pessoas para visitar pontos históricos da época do período holandês. Datam dessa época a primeira Sinagoga do Recife, o primeiro observatório astronômico, o primeiro jardim botânico e a primeira ponte das Américas. O secretário é o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD).

PASTOR CLÁUDIO

Estreou ontem (14) no Cinema São Luiz, no Recife, o documentário “Pastor Cláudio”, dirigido por Beth Formaggini. O filme mostra o encontro entre o bispo evangélico Cláudio Guerra, um ex-delegado capixaba que contou em livro ter assassinado diversos opositores da ditadura militar de 64. Ele conta também que o estudante pernambucano Fernando Santa Cruz foi sequestrado e morto no RJ em 1973 e teve o corpo incinerado numa Usina de Açúcar no município de Campos (RJ). Oficialmente, porém, ele consta da lista dos “desaparecidos políticos”.

NO BAIXO CLERO

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) reapareceu no Senado após perder a eleição para presidente para o novato David Alcolumbre (DEM-AP). Ele diz que voltou para o “baixo clero” e já deu a primeira pista que pretende liderar a Oposição ao governo de Jair Bolsonaro. Renan no governo é um cordeiro, mas na oposição é um perigo.

OS VICE-LÍDERES

O presidente Jair Bolsonaro indicou ao Senado os quatro senadores que exercerão a função de vice-líderes: Eduardo Gomes (MDB-TO), Elmano Férrer (PODE-PI), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Chico Rodrigues (DEM-RR). Nenhum deles tem a competência nem a capacidade de trabalho do líder Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que já estreou em grande estilo em defesa do governo federal.

NOVO PRESIDENTE

Como já se esperava, o novo presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal é o deputado de primeiro mandato Felipe Francischini (PSL-PR). Ele foi eleito com 47 votos, ante 15 votos em branco e dois nulos. O último pernambucano a presidir esta Comissão foi o advogado Maurício Rands. Já os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) serão o presidente e vice, respectivamente, da Comissão de Acompanhamento da Reforma da Previdência que será criada no Senado.

DISSEMINAÇÃO DO ÓDIO

Ontem, dia em que se completou 1 ano do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), o senador Humberto Costa (PT-PE) associou o fato à tragédia de Suzano (SP), onde 10 pessoas foram assassinadas na manhã da última quarta-feira (14). O petista afirmou que casos como o de Suzano deve-se ao “ódio disseminado” no país pelo presidente Jair Bolsonaro através das redes sociais.

GUERRA FISCAL

O Governo de Pernambuco contestou no Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ) isenção fiscal concedida pelo Governo do Estado de São Paulo (redução de ICMS em operações de fornecimento de matéria-prima e insumos) para estaleiros. Com isto, o governo João Doria (PSDB) pretende gerar para paulistas condições que lhes favoreçam na concorrência pública para a construção de quatro corvetas classe Tamandaré para a Marinha, processo estimado em US$ 1,6 bilhão e no no qual o estaleiro Vard Promar (Suape) é um dos finalistas.

DESPEDIDA NA COMISSÃO

O deputado Danilo Cabral (PSB/PE), encerrou seu período como presidente da Comissão de Educação da Câmara Federal. O novo presidente é o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB), filho do ex-senador Cássio Cunha Lima (PB) que não foi reeleito em 2018. Se o tucano souber fazer uso dessa Comissão em defesa da melhoria da educação pública no país, como Danilo soube, ela continuará em boas mãos.

A NOVA OPOSIÇÃO

O deputado estadual Antonio Coelho (DEM) é uma das gratas surpresas de 2018 na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ele é irmão do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), que já passou também por aquela Casa. Antonio está fazendo um apelo ao Governo do Estado para que se entenda com os servidores da Adagro, que estão em greve de advertência há vários dias. Eles querem a aprovação de um novo Plano de Cargos e Carreiras, algo com o que o Governo do Estado não concorda. A tabelinha com o líder da Oposição, Marco Aurélio (PRTB), tem dado resultados.

TERRA DA GAROA

Por sugestão do deputado Sivaldo Albino (PSB), o presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa, Erick Lessa (PP), fará uma audiência pública em Garanhuns a fim de ouvir queixas e reivindicações das classes produtoras do município. O Agreste Meridional ainda possui a maior bacia leiteira do Estado, mas ora passa por grave crise porque o preço da venda do produto não cobre sequer os custos.

CONSÓRCIO NORDESTE

Governadores nordestinos reuniram-se nesta quinta-feira (14) no Palácio dos Leões, em São Luís (MA), para discutir a criação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste. Resta ainda saber como esse Consórcio funcionará, pois os 13 intermunicipais que existem em Pernambuco funcionam apenas como “faz de conta”. Além de Paulo Câmara (PE), participaram da reunião os governadores Rui Costa (BA), Fátima Bezerra (RN), Wellington Dias (PI), Camilo Santana (CE), João Azevedo (PB), Belivaldo Chagas (SE) e o anfitrião Flávio Dino (MA). O de Alagoas, Renan Filho, foi representado pelo vice Luciano Barbosa.

CONTRA A REFORMA

O Fórum Pernambucano de Servidores Públicos, que reúne vários sindicatos e associações de funcionários, decidiu criar ontem a “Frente Pernambucana Contra a Reforma da Previdência”. Uma das primeiras medidas será a realização de uma campanha de comunicação para denunciar “todos os ataques à seguridade social gestados pela equipe econômica do Governo Bolsonaro”. O Fórum afirma que, se aprovada, a reforma aprofundará a desigualdade social e a precariedade do trabalho.

LULA LIVRE

Neste sábado (dia 16), o presidente em exercício do PT de Pernambuco, Glaucus
Lima, estará em São Paulo para participa da nova fase da campanha pela liberdade do
ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba desde abril do ano passado, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A reunião terá a presença da ex-deputada Manuela D’Ávilla (PCdoB-RS), do ex-prefeito de SP, Fernando Haddad (PT) e do ex-candidato do PSOL a presidente da República, Guilherme Boulos.

DE VOLTA AO TRABALHO

Após 20 dias internado em SP para tratar-se de uma diverticulite que se originou de uma picada de inseto, o deputado Gonzaga Patriota (PSB) teve alta ontem (14) e imediatamente viajou para Brasília para trabalhar. A equipe médica que o assistiu no Hospital Albert Einstein recomendou ao parlamentar que tire alguns dias de férias para descansar, já que há muito tempo ele não sabe o que é isto, pois trabalha de domingo a domingo.

Fonte :Blog de Inaldo Sampaio.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||