General diz que militares irão relembrar uma “data histórica”

Publicado em 27/03/2019 às 11h00

Após o presidente Jair Bolsonaro ter determinado aos comandos militares que celebrem no próximo dia 31 o 55º aniversário do golpe militar de 1964, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, se obrigou a vir a público para explicar a fala presidencial.

Segundo ele, “o termo comemoração, na esfera do militar, não é muito o caso. Vamos relembrar e marcar uma data histórica que o Brasil passou, com participação decisiva das Forças Armadas, como sempre foi feito”, afirmou o general, em Washington, nos Estados Unidos, onde se encontra em visita oficial.

“O governo passado (Dilma Rousseff) pediu que não houvesse ordem do dia. Este (de Bolsonaro), ao contrário, acha que os mais jovens precisam saber o que aconteceu naquela data”, acrescentou.

A ordem de Jair Bolsonaro foi divulgada em primeira mão pelo jornal “O Estado de São Paulo”

No entanto, generais da reserva que integram o primeiro escalão do Poder Executivo teriam pedido cautela aos comandantes no sentido de produzir uma “ordem do dia” moderada, sem agressões às forças políticas derrotadas naquele embate, entre elas o governador de Pernambuco, Miguel Arraes, que foi deposto, preso e exilado.

Tudo para não aumentar o clima de radicalização que se instalou no país desde a campanha presidencial do ano passado em que se confrontaram Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

É bom, de fato, que os jovens de hoje saibam o que houve naquela época, desde que se conte o caso como o caso foi, sem manipulação de qualquer ordem.

Há que se dizer que as Forças Armadas derrubaram o governo de João Goulart a pedido de vastos setores da sociedade, mas há que se dizer também que a derrubada se deu por um golpe militar e não por uma “revolução”.

Dizer que houve uma “revolução” é absolutamente impróprio porque revolução pressupõe ruptura com derramamento de sangue, e isso não aconteceu.

Como disse certa vez o então governador de Minas, Tancredo Neves, interpretar o que houve em 64 é tarefa para os politólogos e os historiadores. É isto o que Bolsonaro deveria fazer, deixando os quarteis fora desse jogo.

É isso aí.

VISITA À BR-101

A deputada Priscila Krause (DEM) fez uma visita ao canteiro de obras da requalificação da BR-101 no entorno do Recife e ficou surpresa com o que viu. Ela lembrou que em 2015 o Governo de Pernambuco tinha em conta bancária, desde dezembro de 2012, cerca de R$ 125 milhões para realização da obra. Já foram gastos R$ 135 milhões e a obra não foi concluída. Precisa de mais R$ 35 milhões, que deverão sair o tesouro estadual e não mais do DNIT.

MÁ QUALIDADE –Em vídeo postado nas redes sociais, Priscila Krause anunciou que enviou ofício aos presidentes do TCU, José Múcio Monteiro e do TCE, Marcos Loreto, pedindo uma opinião desses órgãos sobre a qualidade do recapeamento asfáltico e da drenagem realizada, “visto que despachos e relatórios já apresentados pelos órgãos de controle revelam indícios de que os serviços não seguem os padrões de necessários”.

SEM AVIANCA

A empresa aérea Avianca vai deixar de voar para Petrolina a partir do próximo mês de abril. O cancelamento dos voos foi lamentado ontem na Assembleia Legislativa pelo deputado Lucas Ramos (PSB), que terá uma opção aérea a menos para visitar suas bases sertanejas. É depois de fatos como este que devemos nos perguntar se a Azul vai mesmo cumprir o prometido e voar para Serra Talhada, cujo aeroporto está em fase de conclusão.

EM RECUPERAÇÃO

Além de Petrolina, a Avianca deixará de voar para o Rio de Janeiro (Aeroporto do Galeão) e para Belém do Pará. A empresa, que está em recuperação judicial, deve R$ 2,7 bilhões. Mas continuará operando com 26 aeronaves para 23 destinos.  

AUDIÊNCIA PÚBLICA

O Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participou nesta terça-feira (26) de uma audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado, onde deu explicações sobre petróleo, gás, biocombustíveis, energia elétrica e mineração. Ele falou também sobre a renegociação do Tratado de Itaipu, a retomada da construção da Usina de Angra 3 e o “linhão de Tucuruí”, que ligará Manaus  a Boa Vista, cujo objetivo é incluir Roraima do ex-senador Romero Jucá (MDB) no Sistema Interligado Nacional (SIN).

REFORMA DA REFORMA

O líder do Solidariedade na Câmara Federal, deputado Augusto Coutinho (PE), assinou ao lado de outros 10 líderes uma nota em que se compromete a apoiar a reforma da previdência, desde que o governo não mexa nas regras da aposentadoria rural e do Benefício de Prestação Continuada. “Entendo que a previdência, no Brasil, é a fonte de maior transferência de recursos do pobre para o rico e o Congresso precisa fazer alguma coisa para acabar com essas distorções”, disse o deputado pernambucano. Também assinaram o documento os líderes do PSDB, DEM, PP, PR, PRB, PSD, PTB, MDB, PODEMOS e CIDADANIA (ex-PPS).

A TROPICOLOGIA

“O olhar afetivo de Gilberto Freyre sobre o Recife e Olinda” foi o tema do 1º Seminário de Tropicologia da Fundação Joaquim Nabuco realizado em  2019. O evento homenageou o aniversário das duas cidades e os 80 anos do livro “Olinda – Guia Prático Histórico e Sentimental de Cidade Brasileira”. O presidente da Fundação, Alfredo Bertini, ao fazer a abertura do seminário, disse que se sentia orgulhoso por poder do evento. A coordenadora do Seminário, Fátima Quintas, que trabalhou durante 37 anos na Fundaj, comandou o debate.

MEUS PARABÉNS!

O vereador Rinaldo Júnior ((PRB) disse nesta terça-feira (26) na Câmara Municipal do Recife que faz exatamente 6 anos que o prefeito Geraldo Júlio (PSB) prometeu construir uma UPA-E no bairro do Ibura mas ainda não cumpriu a promessa. Ele esteve no terreno, sábado passado, e lá promoveu um ato com faixas, panfletos e um “bolo de aniversário”. Em 2015, segundo o vereador, após investir mais de R$ 3 milhões na obra, a PCR a paralisou.

JORNADA DE DIREITO

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (Recife) vai sediar nos próximos dias 4 e 5 de abril a X Jornada Internacional Direito e Justiça, que reunirá palestrantes do Brasil e da Argentina. O evento será promovido pela Escola da Magistratura Federal em parceria com as Universidades Federal de Sergipe e de Buenos Aires. O tema da Jornada, que será aberta pelo desembargador Manoel Erhardt,  será “As Instituições e o Direito diante dos Novos e Complexos Desafios Políticos, Econômicos e Tecnológicos do Século XXI”.

PELA  EXCLUSÃO

 deputado Eduardo da Fonte (PP) já avisou ao líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), que não votará a favor da reforma da previdência tal qual foi enviada ao Congresso Nacional. Aliás, já apresentou uma emenda ao projeto excluindo professores do novo regime previdenciário. Pelo projeto, professor que comprovar no mínimo cinco anos de serviço até a data da promulgação da reforma poderá optar por não seguir os requisitos de idade e tempo de contribuição garantido pela regra anterior.

HOMENAGEM NA TERRA

O músico Chico Science  será homenageado nesta quarta-feira (27), em Olinda, durante a inauguração da reforma da Escola Municipal que leva o seu nome. A Secretaria de Educação, Esportes e Juventude promoverá uma grafitagem na unidade alusiva ao movimento Mangue Beat.  A escola fica localizada na Avenida Asa Branca, n.º 200, III Etapa, em Rio Doce (bairro onde Chico cresceu). A escolha do nome do músico se deu quando o prefeito Professor Lupércio (SD) descobriu que em Olinda não existia nenhum órgão público com o nome dele.

POR QUE NÃO FOI?

O líder do PSB na Câmara Federal, deputado Tadeu Alencar (PE), criticou hoje (26) a decisão do ministro da Economia, Paulo Guedes, de não comparecer à reunião da Comissão de Constituição e Justiça para explicar a reforma previdenciária. Até ontem, a visita do ministro estava confirmada, mas à última hora ele a cancelou. O deputado disse que o PSB irá trabalhar pela “convocação” de Guedes, e não pelo “convite”, o que torna obrigatória a presença dele. Tadeu Alencar e o líder da Oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), apresentaram um requerimento na Comissão no dia 13 de março convocando o ministro para explicar a reforma. 

FESTIVAL DE JEANS

Toritama já está se preparando para a realização da 18ª edição do Festival do Jeans, cujo tema será “Chão de fábrica”. Ele será realizado de 2 a 4 de maio próximo, no Parque das Feiras. O projeto é composto por desfiles, exposição, música e entretenimento e visa ao fortalecimento do pólo regional de confecções. O município hoje é governado pelo prefeito Edilson Tavares (MDB), ligado ao deputado Raul Henry (MDB). 

DE SEDE NOVA

Está marcada para o dia 4 de abril, às 16h, a inauguração, no Recife, da nova sede do Ministério Público do Trabalho em Pernambuco. O edifício vai se chamar Manoel Orlando de Melo Goulart. E fica localizado na Rua Conselheiro Portela, 531, Espinheiro. O Brasil não conta mais com o Ministério do Trabalho, dado que ele foi extinto por uma Medida Provisória do presidente Jair Bolsonaro

TROCA DE OPINIÕES

O  presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta terça-feira (26) no Palácio do Planalto o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) e os empresários Flávio Rocha (Lojas Riachuelo) e Luciano Hang (Lojas Havan). Pauta: a reforma da previdência.

DESGASTE POLÍTICO

Líderes oposicionistas de Belo Jardim encomendaram recentemente uma pesquisa sobre a popularidade do prefeito Hélio dos Terrenos (PTB) e quase não acreditaram no que viram. O prefeito tem uma rejeição (soma de “ruim” e “péssimo”) superior a 70%. Ele se elegeu com o apoio do ex-deputado Cintra Galvão mas poucos meses após a posse rompeu com seu padrinho político. Atuam na oposição o ex-prefeito João Mendonça (PSB) e o ex-deputado Mendonça Filho (DEM). O primeiro vai lançar a mulher, Isabele, muito bem cotada nas prévias, para disputar a prefeitura em 2020 e, o segundo, a irmã Andréa Mendonça (DEM).

Fonte: Blog de Inaldo Sampaio.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||