FBC diz que votos pró-reforma tiveram o apoio de governadores do NE

Publicado em 11/07/2019 às 19h00

Fernando Bezerra Coelho é líder do governo no Senado / Foto: Bobby Fabisak/JC ImagemFernando Bezerra Coelho é líder do governo no Senado

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Douglas Fernandes do Blog de Jamildo
 

Líder do governo Jair Bolsonaro (PSL) no Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) atribuiu o placar folgado pela aprovação da reforma da Previdência aos votos de deputados ligados aos governadores do Nordeste. Segundo o emedebista, até mesmo o governador Paulo Câmara (PSB) se “engajou” na busca de votos para a aprovação da proposta.

Em entrevista, nesta quinta-feira (11), ao programa Passando a Limpo, na Rádio Jornal, FBC também classificou como “expressiva” as votações favoráveis à reforma entre deputados do PSB e PDT. “Nesses últimos três dias, sob a liderança do presidente (do Senado) Davi Alcolumbre, os governadores se engajaram em busca de votos no texto que foi aprovado na Câmara. Na realidade, a votação de 379 votos contou com sim com o apoio dos governadores. Nós tivemos uma votação expressiva no PSB, com 11 votos. Nós tivemos uma votação expressiva também no PDT, com oito votos.

E muitos parlamentares ligados aos governadores do Nordeste de outras siglas como o PSD, PP, PL, de fato, atenderam ao apelo e, por isso se explica a votação de 379 votos no dia de ontem (quarta), quando o esperado era entre de 330 a 335 votos”, disse Fernando Bezerra.

O senador destacou o único voto entre os deputados do PSB de Pernambuco: Felipe Carreras, que não seguiu a posição do partido e deu o “sim” à reforma. Carreras poderá sofrer uma punição da legenda, conforme disse, à Rádio Jornal, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, antes da votação dessa quarta (10).

“Nós queríamos que tivesse um pouco mais de votos em Pernambuco para ser sincero. Mas queremos registrar aqui o voto do deputado Felipe Carreras, que foi um voto importante pelo trabalho que ele realiza aqui em Brasília como representante do povo de Pernambuco na Câmara dos Deputados. E eu diria que o governador Paulo Câmara sim se engajou no processo de busca de votos. Nós tivemos, inclusive, conversa com ele. O presidente Davi ligou para ele, para o governador (da Bahia) Rui Costa (PT), para o governador (do Ceará) Camilo (Santana, PT), para o governador (do Piauí) Wellington (Dias, PT)”, afirmou.

Fonte :JC.

Enviar comentário

voltar para Blog

bdt b02|left|||||login news bdt b02|bdt b02|bdt b02|login news bdt b02|b02 bdt|bdt b02|content-inner||